Fonte: OpenWeather

    Combustíveis


    Motoristas de Manaus reclamam de novo aumento no preço da gasolina

    Petrobrás anunciou, nesta semana, mais uma subida no valor do Diesel e da Gasolina, para as refinarias

     

    Em Manaus, litro da gasolina varia entre  R$: 5,49 a R$: 5,59
    Em Manaus, litro da gasolina varia entre R$: 5,49 a R$: 5,59 | Foto: Carlos Araújo

    Manaus (AM) - Motoristas manauaras ficaram insatisfeitos com o novo reajuste no preço dos combustíveis, anunciado pela Petrobras, na última quinta-feira (15). Dessa vez, o reajuste será de R$ 0,10 no diesel e de R$ 0,05 na gasolina.

    Os valores foram reajustados, nesta sexta-feira (16), nas refinarias da estatal, com o litro do diesel passando para R$ 2,76 e da gasolina para R$ 2,64. 

    Vai pesar no bolso

     

    Alex Sampaio, autônomo, fala das dificuldades de manter o trabalho pela alta de preços nos combustíveis
    Alex Sampaio, autônomo, fala das dificuldades de manter o trabalho pela alta de preços nos combustíveis | Foto: Carlos Araujo

    Alex Sampaio, 30 anos, é autônomo e utiliza moto para entregar lanche por aplicativo. Na avaliação dele, este aumento é um absurdo. 

    “Estamos trabalhando somente para pagar aluguel, água, luz e comida e, agora, mais uma vez, a gasolina sobe de preço. A moto é meio de transporte e, aí, eu pergunto aos governantes, quem vai botar alimento na minha casa? Eu dependo da minha moto e, com o absurdo que está, coloco R$10, R$ 20 e rodo, praticamente, só um dia. Vai aumentar de novo e não vou ter mais condições de abastecer. Vou trabalhar a pé?", desabafa.

     

     

    Aldemir Silva, autônomo, não concorda com o novo reajuste./Carlos Araújo
    Aldemir Silva, autônomo, não concorda com o novo reajuste./Carlos Araújo | Foto: Carlos Araujo

    O também autônomo, Ademir Silva, 32 anos, acredita que não vai dar mais para usar um carro.  “Enquanto temos nossos vizinhos na Venezuela com a gasolina bem mais em conta, nós estamos pagando mais de R$ 5. Com certeza, ainda vai chegar nos R$ 6. É um roubo, na verdade. Estamos sendo roubados e alguém tem que fazer alguma coisa. Temos que parar os carros e começar a andar a pé, arranjar uma bicicleta”, desabafou.

     

    Kellyson Santos, autônomo, indignado com a medida
    Kellyson Santos, autônomo, indignado com a medida | Foto: Carlos Araujo

    Kellyson Santos, 42 anos, comerciante é outro que mostra indignação com o novo aumento da gasolina. “Pagamos tanta taxa, inflação e um aumento desses da gasolina só vem deixar mais desconfortável a nossa situação”, explica.

     

    Felipe Sampaio, autônomo, disse que o reajuste é sinal de aumento em outras áreas
    Felipe Sampaio, autônomo, disse que o reajuste é sinal de aumento em outras áreas | Foto: Carlos Araujo

    Descontente com a notícia, o autônomo Felipe Sampaio, 30 anos, disse que o fato representa uma soma de outros aumentos que virão. “Vai pesar no meu bolso e o bolso de muitos amazonenses. É mais complexo do que muitos imaginam. Porque, quando isso ocorre, aumenta o preço da alimentação também.  Toda a cadeia logística fica mais cara”, fala.  

    Variação de preço

    As mudanças de preço, de acordo com a Petrobras, são variações do valor dos combustíveis e do dólar no mercado internacional. A estatal afirma, ainda, que os preços cobrados por suas refinarias têm "influência limitada", se comparado ao que é cobrado do consumidor, diretamente. Fatores como impostos federais e estaduais, além do que é acrescido com as companhias distribuidoras e postos de combustíveis.

    Em Manaus, o preço do litro de gasolina, por exemplo, varia, atualmente, entre R$: 5,49 a R$: 5,59. 

    Acompanhe a reportagem feita no local


    Leia mais: 

    Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

    Ajustes no decreto muda horários de shoppings e academias no AM; veja

    Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 4,85% este ano