Fonte: OpenWeather

    Negócios


    Amazonas registra abertura de 730 novas empresas em abril

    O número de aberturas representa o segundo melhor mês nos últimos cinco anos para o estado, segundo a Jucea

     

    Somando os quatro meses de 2021, o estado já conta com 2.702 novas empresas
    Somando os quatro meses de 2021, o estado já conta com 2.702 novas empresas | Foto: Divulgação

    Manaus - A Junta Comercial do Estado do Amazonas (Jucea) registrou no mês de abril, 730 novas empresas. O mês é o segundo a obter o maior número de empreendimentos constituídos no estado nos últimos cinco anos, perdendo apenas para o mês de março deste ano, que atingiu 854 novos Cadastros Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJs). Os dados são do Sistema de Registro Mercantil (SRM) da autarquia.

    Com o segundo melhor mês em constituições no Amazonas, a soma dos registros consolidados nestes quatro meses de 2021 totaliza 2.702 novos empreendimentos no estado. Um aumento de 45,8% em comparação ao registrado no mesmo período de 2020.

    Já em uma comparação com o mês de abril de 2020, que registrou 277 novos negócios, o número de constituições feitas em abril de 2021 assinala um crescimento de 163%.

    Os dados da Jucea não incluem os Microempreendedores Individuais (MEIs), que são constituídos de forma virtual, por meio do portal do Empreendedor, do Governo Federal.

    Segundo a presidente da Jucea, Maria de Jesus Lins, os números positivos são resultado do trabalho de modernização, simplificação e desburocratização na abertura de empresas, promovidos pela Jucea.

    “Pela segunda vez colhemos números positivos neste ano, que superam inclusive os dados dos últimos cinco anos. Resultado de uma junta 100% digital, que investe em tecnologias e mão de obra qualificada, e que traz grande retorno para a sociedade amazonense, mesmo com todos os desafios impostos pela pandemia da Covid-19”, afirmou Lins. 

     

    A Jucea registrou a redução no tempo médio para registro de novas empresas no AM
    A Jucea registrou a redução no tempo médio para registro de novas empresas no AM | Foto: Divulgação

    Tempo de abertura

    Uma das ações que têm fortalecido o ambiente de negócios no Amazonas, além das linhas de crédito oferecidas pelo governo estadual, é a redução no tempo médio para registro de novas empresas no Amazonas.

    A Jucea registrou, pelo terceiro mês consecutivo em 2021, a redução no tempo médio para registro de novas empresas no Amazonas.

    Em janeiro levava-se cerca de 13 horas e 23 minutos para se fazer um registro empresarial, já no mês de março o tempo caiu para 9 horas e 38 minutos. No mês de abril, o tempo médio se manteve como no mês anterior.

    Tipo empresarial

    Entre os tipos empresariais mais registrados no Amazonas em abril, em primeiro lugar ficou a natureza jurídica de Empresário Individual, com 307 constituições.

    Em seguida, a Sociedade Empresarial Limitada (quando o negócio tem dois ou mais sócios), com 276 novos CNPJs e a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli), com 147 novas aberturas.

    Arrecadação

    Conforme dados do SRM, a Jucea recolheu no mês de abril o valor de R$ 1.194.164,00 em taxas.

    *Com informações da assessoria

    Veja mais:

    Projeto federal facilitará abertura de novas empresas no Amazonas

    Pequenos negócios impulsionam a economia no AM ao gerar empregos

    AM registra melhor mês em cinco anos na abertura de novas empresas