Fonte: OpenWeather

    Imposto de Renda


    No AM, mais de 75% dos contribuintes já declararam o IRPF 2021

    Levando em consideração a expectativa para 2021, a Receita Federal no Amazonas já conta com 75,3% das declarações do IRPF

     

    O prazo final para fazer a declaração é neste dia 31 de maio
    O prazo final para fazer a declaração é neste dia 31 de maio | Foto: Arquivo/Agência Brasil

    Manaus – Faltando apenas 17 dias para o fim do prazo para a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2021, mais da metade dos amazonenses já declararam, o que corresponde a 75,3% da expectativa de 360.400 declarações da Receita Federal no Amazonas.

    Até as 23h59:59 de quarta-feira (12), 271.425 contribuintes fizeram a declaração no estado, sendo 196.982 na capital - Manaus. 

    No Brasil, a Receita Federal recebeu - até as 11h59:59 de quarta-feira (12) - 19.267.364 declarações, correspondendo a 59% do esperado, de 32.619.749. Com a prorrogação do prazo final em decorrência da pandemia da Covid-19, a data de encerramento será no dia 31 deste mês de maio, às 23h59, no horário de Brasília.

    Para quem ainda não declarou, é hora de correr atrás. O contador Humberto , 69, deixou para os últimos dias por conta da prorrogação e por não ter nenhum valor para ser restituído.

    “Eu acabei deixando para depois, porque não tenho imposto a pagar e nem a receber. Como estava ocupado, pretendo declarar na próxima semana. Mas se tivesse restituição, já teria pago para receber primeiro”, afirma Gadelha.

      De acordo com a contadora Rozielma Pimenta, quem não declarar no prazo terá que pagar multa no valor mínimo de R$ 165,74 ou correspondente a 1% do imposto devido. Além da penalidade, a pessoa física pode ter o CPF bloqueado e ficar desimpedida de movimentar contas bancárias ou mesmo de fazer algum tipo de empréstimo bancário.  

    Quem deve declarar?

    Levando em conta a crise financeira ocasionada pela pandemia, a maioria dos contribuintes amazonenses conseguiram declarar em tempo, ou seja, foram capazes de organizar suas finanças. No estado, quem recebeu mais que R$ 28.559,70 em rendimentos em 2020 deve fazer a declaração.

    Para quem recebeu mais de R$ 40 mil em rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, também é exigido. Além disso, o processo é válido e se encaixa para quem vendeu um imóvel até 31 de dezembro de 2020 e para quem possui bens avaliados em mais de R$ 300 mil.

     

    Quem recebeu mais que R$ 28.559,70 em rendimentos em 2020 deve fazer a declaração
    Quem recebeu mais que R$ 28.559,70 em rendimentos em 2020 deve fazer a declaração | Foto: Divulgação

    Caso o contribuinte caia na malha fina, Pimenta recomenda não entrar em desespero e verificar se há pendências, e quais foram elas.

    “Depois de examinar, é preciso retificar a declaração. Só cuidado para não corrigir várias vezes, porque pode ser que o sistema acabe bloqueando. Ele o faz, porque entende que pode ser uma fraude, então bloqueia. Caso a retificação não seja suficiente, a pessoa física precisa ir presencialmente na Receita Federal, levando os documentos que comprove o que foi declarado”, aconselha a contadora.


    A contadora também ressalta que ainda há tempo de fazer a declaração, já que o prazo foi prorrogado. E quem tiver dificuldades pode procurar um contador para realizar todo o processo, sendo apenas solicitada a documentação do contratante. Quando extrapolar o prazo, depois do dia 31, haverá multa.  

    Restituições

    Segundo a Receita Federal no Amazonas, as devoluções devem começar a ser liberadas a partir do dia 31 de maio, com o 1º lote, e seguirão pelos próximos quatro meses - sempre no último dia útil de cada mês até finalizar o 5º lote. 

    Veja mais:

    Prazo para declaração do IRPF 2021 está próximo; confira os documentos

    No Amazonas, mais de 137 mil pessoas já declararam o IRPF 2021

    IRPF 2021: 14 milhões de pessoas ainda não enviaram declaração