Fonte: OpenWeather

    Pesca


    Pescadores de Benjamin Constant receberão crédito rural de R$ 200 mil

    De janeiro a abril deste ano, cerca de 60 projetos de crédito rural foram elaborados pelo Idam para agricultura, avicultura e pesca artesanal

     

    Além disso, foram entregues cinco botes de alumínio para os pescadores
    Além disso, foram entregues cinco botes de alumínio para os pescadores | Foto: Divulgação

    Manaus - O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) elaborou projetos de crédito rural na ordem de R$ 200 mil para dez pescadores artesanais de Benjamin Constant. Os equipamentos e apetrechos para pesca, financiados pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam), foram entregues nesta quarta-feira (19/05), na sede da unidade local do Idam no município.

    Ao todo, foram entregues cinco botes de alumínio, três motores de popa 15 HP, dois motores rabeta 9 HP, além do custeio para atividade no valor de R$ 1.500 por pescador.

      De janeiro a abril deste ano, cerca de 60 projetos de crédito rural foram elaborados para agricultura, avicultura (criação de aves caipiras) e pesca artesanal, com recursos que somam R$ 628.766,14.  

    De acordo com o diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso, o Instituto precisa se aproximar cada vez mais dos pescadores, produtores e criadores. A prioridade é ajudar os que mais precisam de incentivos para melhorar sua estrutura de produção.

    “Estamos instalados no Alto Solimões para realizarmos o planejamento estratégico dos municípios de Atalaia do Norte, Tabatinga e Benjamin Constant. Vamos melhorar o baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), através de cadeias produtivas que irão gerar ocupação e renda nos municípios. Aqui temos vários arranjos produtivos como a piscicultura, pirarucu de manejo e cultivo de açaí, que podem ser dinamizados e potencializados”, pontuou Valdenor. 

    Para o pescador Richar Flores, de 32 anos, da comunidade Bom Sítio, que financiou um motor de popa 15 HP, o apoio do governo do Amazonas vai fortalecer e facilitar o dia a dia de quem trabalha com a pesca.

      “Essa ajuda veio para facilitar o transporte do pescado. Antes eu levava cerca de quatro horas para chegar à sede do município para vender meu pescado e agora vou conseguir fazer isso em uma hora”, destacou Flores.  

    O secretário de Pesca e Aquicultura de Benjamin Constant, João Vieira, destacou a importância da presença do poder público no interior.

    “Nunca um Governo do Estado fez tanto pela produção rural. Essas ações estão acontecendo em todos os municípios e durante o ano todo. Tenho acompanhado o presidente do Idam, que tem estado presente no interior do estado”, disse João Vieira, ao destacar que com apoio e presença do Idam será possível reformular a piscicultura”, enfatizou Vieira.

    Parceria

    Cumprindo agenda no município de Benjamin Constant, o presidente do Idam, Valdenor Cardoso, reuniu com o prefeito David Bemerguy, para alinhar ações que visam dinamizar e fortalecer as cadeias produtivas da piscicultura e buscar uma solução estratégica para resgatar o Projeto Dendê, que foi exitoso no componente agronômico, não tendo o mesmo resultado no componente industrial.


    Benjamin Constant dispõe de aproximadamente 250 hectares de lâmina de água para piscicultura (criação de peixes) e um laboratório para produção de alevinos, que está em funcionamento com apoio da prefeitura e associação de pescadores.  

    No mês de junho, especialistas nas áreas de pesca e piscicultura (criação de peixes) retornam ao município para, sob o comando da Prefeitura, participarem de um seminário voltado ao segmento, onde serão discutidos os gargalos que estão dificultando a dinamização das atividades.

    *Com informações da assessoria

    Veja mais:

    Pescadores artesanais de Anamã recebem R$ 520 mil em investimentos

    Pescadores do AM poderão receber crédito rural no valor de R$ 150 mil

    Produtores recebem licença para produção de alevinos em Manacapuru