Fonte: OpenWeather

    Crédito


    Envira e Boca do Acre, no AM, recebem atendimento do Crédito Solidário

    Serão disponibilizados R$ 300 mil em recursos para o município de Envira, e R$ 600 mil para o município de Boca do Acre, totalizando R$ 900 mil

     

    Os atendimentos iniciam nesta sexta-feira (11) e sábado (12)
    Os atendimentos iniciam nesta sexta-feira (11) e sábado (12) | Foto: Breno Brandão

    Manaus - O programa Crédito Solidário do Governo do Estado disponibiliza acesso ao crédito de forma orientada e desburocratizada. O objetivo do projeto é de promover resgate social e econômico a pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social e econômica.

    Dois municípios do interior começam a receber os projeto. Envira (a 1.208 quilômetros de Manaus) e Boca do Acre (distante 1.028 quilômetros da capital), terão atendimentos até o próximo dia 18, em Envira, e dia 17 de unho em Boca do Acre. 

    Os atendimentos iniciam nesta sexta-feira (11) e sábado (12). A ação faz parte da Operação Enchente 2021, que já percorreu vários municípios atingidos pela cheia dos rios desde fevereiro.

      A partir de sexta-feira, a população de Envira será atendida na Quadra Poliesportiva Francisco Anderson, localizada na rua Lupercino Mariano de França, s/nº, bairro São Francisco. No sábado, em Boca do Acre, os proponentes devem se dirigir à Semas - Centro Múltiplo Uso Professora Nazaré Caetano, na travessa Bahia, 1.839, bairro Praia do Gado.  

    Serão disponibilizados R$ 300 mil em recursos para o município de Envira, e R$ 600 mil para o município de Boca do Acre, totalizando R$ 900 mil. O atendimento nas duas cidades será realizado das 8h30 ao meio-dia e das 13h às 16h30.

    Documentação

    Os documentos necessários para o cadastro são RG (original e cópia); CPF (original e cópia); comprovante de residência atualizado no nome do solicitante e com CEP (água/luz/netfone/IPTU, original e cópia) ou, caso more alugado, contrato ou declaração de aluguel assinada e com cópia do RG e CPF do proprietário; e comprovante do estado civil (original e cópia), com cópia de RG e CPF do companheiro.

      Além da documentação, é necessário que o proponente não possua CNPJ ou MEI, nem dívidas em bancos ou em lojas ou protesto em cartório, com exceção das dívidas em lojas com crediário próprio, até o limite máximo de R$ 1 mil. Aposentados e beneficiários de auxílio-doença também são restringidos no Programa.  


    A ação visa, por meio do programa Crédito Solidário, disponibilizar financiamentos com linhas de crédito para fomentar o mercado de trabalho informal, para pessoas que que desejam ser incluídas no contexto socioeconômico, realizando trabalhos informais para a geração de renda familiar, desenvolvendo serviços em segmentos como beleza, vendas de lanches, confecções, artesanato, entre outros. O valor disponível para cada aprovado vai de R$ 500 a R$ 2 mil.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Artesão do AM vence concurso nacional com coleção de vasos de bowls

    Agricultores e Coari comercializam açaí para agroindústria flutuante

    .