Fonte: OpenWeather

    Dólar


    Após EUA anunciarem alta de juros, Ibovespa fecha em queda

    Dólar foi negociado abaixo de R$ 5 pela primeira vez desde junho de 2020

     

    O dólar fechou o dia cotado a R$ 5,067, em uma leve tendência de alta após cair abaixo de R$ 5 na tarde de quarta-feira (16)
    O dólar fechou o dia cotado a R$ 5,067, em uma leve tendência de alta após cair abaixo de R$ 5 na tarde de quarta-feira (16) | Foto: Reprodução Internet

    Brasil - Pela primeira vez desde junho de 2020, o principal indicador de desempenho das ações, o Ibovespa, fechou em queda na última quarta-feira (16) e ficou abaixo de 129 mil pontos durante a tarde, após o Federal Reserve antecipar para 2023 projeção da primeira alta dos juros nos Estados Unidos desde o começo da pandemia de covid-19.

    Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa recuou 0,64%, a 129.259,49 pontos, em dia também marcado pelos vencimentos dos contratos de opções sobre o Ibovespa e do índice futuro.

    O dólar fechou o dia cotado a R$ 5,067, em uma leve tendência de alta após cair abaixo de R$ 5 na tarde de quarta-feira (16). A moeda foi negociada a R$ 4,9936 às 13h, mas virou após o anúncio do Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, sobre os juros. O volume financeiro somou 91 bilhões de reais.

    O Federal Reserve (Fed), banco central dos Estados Unidos, manteve a taxa de juros de curto prazo próxima de zero e informou que continuará a comprar mensalmente 120 bilhões de dólares em títulos para alimentar a recuperação econômica.

    Entretanto, o Fed estimou pelo menos dois aumentos nas taxas de juros norte-americanas para 2023. Anteriormente, as projeções apontavam para uma primeira elevação apenas em 2024. Nos EUA, o índice norte-americano S&P 500 caiu 0,54%.


    Leia mais:

    Bolsa bate recorde e dólar cai para menor nível desde dezembro

    Dólar fecha abaixo de R$ 5,10 pela primeira vez em seis meses

    Dólar cai mais de 1% e volta a ficar abaixo de R$ 5,30