Fonte: OpenWeather

    Economia criativa


    Feira de artesanato abre portas para futuras exposições no PIM

    A iniciativa visa promover a economia criativa e sustentabilidade da região através dos 500 artesãos cadastrados

     

    A feira itinerante serve para desenvolver o segmento de artesanato e para gerar o movimento dos produtos confeccionados
    A feira itinerante serve para desenvolver o segmento de artesanato e para gerar o movimento dos produtos confeccionados | Foto: Divulgação

    Manaus – Com a intenção de valorizar o trabalho dos artesãos amazonenses, a Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) articula novos espaços dentro de algumas fábricas do Polo Industrial de Manaus (PIM) para a exposição e comercialização dos produtos confeccionados pelos mais de 500 artesãos cadastrados no órgão. 

    Na última semana, uma feira de artesanato itinerante localizada no Tarumã, zona Oeste, deu continuidade ao projeto iniciado em maio, Mês do Trabalhador, para aproximar o artesão dos empresários e clientes locais. A edição contou com 11 artistas de diferentes segmentos.

    A feira foi idealizada pelo departamento de Economia Solidária e Criativa da Semtepi, motivada pela importância dos artesãos para a economia e sustentabilidade da região.

      Seguindo as diretrizes do prefeito David Almeida, a Semtepi tem como objetivo unir os artesãos e oferecer espaço e estrutura para exposição e venda de seus produtos, além de promover capacitação empreendedora como forma de reforçar a renda de várias famílias em Manaus. Conforme a chefe de Economia Solidária e Criativa, Izoney Tomé, dois dias de comercialização dos produtos expostos resultaram em um ótimo faturamento aos expositores.  

    “A feira é sempre realizada no horário do intervalo dos funcionários e tem sido importante aos artesãos, movimentando sua renda, além da divulgação de suas peças e do networking que estamos possibilitando a eles, que juntos buscam se ajudar para a melhoria do produto”, pontuou o diretor de Economia Solidária e Criativa, Sidney Magalhães. 

    A feira itinerante serve para desenvolver o segmento de artesanato e para gerar o movimento dos produtos confeccionados. O departamento conta com mais de 500 artesãos cadastrados e a Semtepi pretende viabilizar a participação dos mesmos nas feiras realizadas nas empresas, divulgando uma grande diversidade de produtos e acessórios.

    Dos artesãos cadastrados, cerca de 50% já participaram das ações deste ano. Ao todo já aconteceram três exposições em shopping centers, e nove feiras diferentes, sendo cinco delas dentro de empresas do PIM.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    No AM, acontece a 1ª Feira de Artesanato Indígena

    Artesão do AM vence Prêmio nacional com coleção de vasos e bowls

    Economia criativa: emenda parlamentar estimula artesanato no Amazonas