Fonte: OpenWeather

    Negócios


    Abertura de novas empresas cresce 52% no Amazonas

    De janeiro a junho de 2021 foram constituídas 4,1 mil empresas

     

    Segundo os dados do sistema interno de controle da autarquia, foram 14.888 interações
    Segundo os dados do sistema interno de controle da autarquia, foram 14.888 interações | Foto: Diego Peres/Secom

    Manaus (AM) - O Amazonas cresceu de 52% no número de abertura de novas empresas no primeiro semestre deste ano, na comparação com igual período de 2020, com as medidas implementadas desburocratizar e agilizar o atendimento feitas pela Junta Comercial do Estado do Amazonas (Jucea). Governador visitou a novo sede da Jucea.

    De janeiro a junho de 2021 foram constituídas 4.147 empresas. No mesmo período do ano passado foram 2.720, conforme dados da Jucea consolidados no Sistema de Registro Mercantil (SRM), vinculado ao Ministério da Economia.

    Para o governador Wilson Lima, o avanço é resultado das medidas que a Jucea tomou para dar maior agilidade e segurança nas tramitações de processos de registro empresarial, contribuindo para simplificar a geração de novos empreendimentos e, também, melhorar o ambiente de negócios no estado.

    “Com a modernização a gente conseguiu avançar e tenho recebido muitos grupos empresariais que têm se surpreendido. Recentemente um grupo que está se instalando aqui me disse: nem em São Paulo a gente consegue a agilidade que conseguimos aqui na Jucea. Isso é resultado do trabalho e empenho de cada um de vocês que estão aqui, de quem entrou agora e de quem está há muito tempo”, disse o governador aos servidores e colaboradores da autarquia.

    Melhorias

    Entre as ações que a Jucea implementou desde 2019 destacam-se Acordos de Cooperação Técnica com outros órgãos para desburocratizar processos na abertura de empresas; implementação de sistemas e novas tecnologias; reforço de mão de obra qualificada; a descentralização dos serviços da sede na capital amazonense; e a mudança para nova sede, que atende às necessidades de espaço físico, de materiais e equipamentos, além de oferecer os requisitos melhor estrutura e acessibilidade.

    Wilson Lima destacou que o Governo do Estado trabalha para ampliar a atuação da Junta Comercial, incluindo levar os serviços para o interior.

    Há um trabalho de levar a Jucea para o interior. A gente já tem mapeado os municípios para onde a gente vai levar para buscar aquelas pessoas que ainda estão na informalidade, mas que não fazem sua regularização às vezes por falta de informação, de oportunidade. E  a gente sabe o quanto é importante ter resolvida essa questão do CNPJ da empresa, até para ter acesso a uma linha de crédito, a outros serviços importantes no meio empresarial”, destacou o governador. 

    A visita à nova sede também foi celebrada pelos servidores da pasta.

    De acordo com a vice-presidente do Jucea, Jacqueline Alfaia, a demonstração de apoio aos trabalhos executados tende a colaborar ainda mais para uma melhor prestação de serviços para a população.

    Depois de 41 anos um governador faz uma visita a sede da Jucea. Então é uma honra recebê-lo aqui e, como ele disse também, nosso objetivo é realmente modernizar o serviço do Estado do Amazonas”, afirmou Jacqueline que, juntamente com Wilson Lima, entregaram placas em homenagem aos servidores mais antigos da casa.

    Parcerias

    A autarquia se tornou referência em Acordos de Cooperação Técnica para as demais juntas brasileiras. Dentre as parcerias mais importantes estão as firmadas com Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Amazonas (CRC-AM), com o Serviço Brasileiro de apoio às Micro e pequenas Empresas (Sebrae-AM) e Associação dos Notórios e Registradores do Estado do Amazonas (Anoreg-AM). 

    Além dos acordos com órgãos integrados a RedeSim-AM, a Jucea realizou acordos técnicos com cidades do interior do estado para avançar na ampliação e melhoria dos serviços prestados aos usuários.

    Atendimento

    A Jucea realizou, no primeiro quadrimestre de 2021, por meio dos canais de atendimento, um total de 16.061 esclarecimentos aos usuários.

    Segundo os dados do sistema interno de controle da autarquia, foram 14.888 interações pelo chat no site da autarquia, e 1.173 explicações e orientações pelo e-mail [email protected].

    A prestação de serviços e atendimentos online pela junta, que permitem a interação direta com os cidadãos, tem sido fundamental para o órgão neste período de pandemia de Covid-19, uma vez que o atendimento presencial está suspenso desde o dia 31 de janeiro de 2021, por força de decreto governamental.

    A nova sede a Jucea oferece aos usuários e aos servidores públicos estacionamento, auditório, rampas acessíveis de embarque/desembarque; sanitários, inclusive, adaptados para deficientes; sinalização para pessoas com deficiência visual; elevadores e uma sala, exclusiva, dedicada ao empreendedor, que será ponto de referência, tanto para os empresários já consolidados, quanto para o empreendedor que estão iniciando seu negócio.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    AM registra crescimento de 56,3% em aberturas de empresas

    Jucea reduz tempo de abertura de empresas no Amazonas

    No AM, abertura de novas empresas cresce 52% no 1º semestre de 2021