Fonte: OpenWeather

    Desemprego


    Dados revelam que Amazonas teve mais contrações do que demissões

    Dados mais recentes do Caged apontam que 39 municípios tiveram saldo positivo

     

    Dos 61 municípios, em 39 houve mais contratações do que demissões
    Dos 61 municípios, em 39 houve mais contratações do que demissões | Foto: Reprodução


    AMAZONAS (AM ) - O mercado de trabalho no Amazonas avançou no interior do estado, em agosto, segundo os dados mais recentes do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

    Dos 61 municípios, em 39 houve mais contratações do que demissões, o que representa um crescimento de 30% em relação ao número de municípios com saldo positivo em julho.

    Em agosto, os melhores indicadores ocorreram nos municípios de Presidente Figueiredo, Itacoatiara, Boca do Acre, Humaitá e Parintins.

    De acordo com dados do Caged, em agosto, 39 municípios do Amazonas – sem incluir a capital – alcançaram saldos positivos no mercado empregatício, ou seja, o número de admissões registradas foi maior que a quantidade de desligamentos. Em agosto, os melhores indicadores ocorreram nos municípios de Presidente Figueiredo, Itacoatiara, Boca do Acre, Humaitá e Parintins.

    Cruzando os dados com o mês anterior, a quantidade de cidades com saldo positivo aumentou 30%, saindo de 30 municípios, em julho, para 39, em agosto, com destaque positivo novamente para Presidente Figueiredo, Itacoatiara, Boca do Acre, Humaitá e Parintins, onde foi registrado o maior número de carteiras assinadas em julho.

    Região Norte

    A região Norte também foi destaque e apresentou o segundo melhor desempenho entre as regiões brasileiras, com 6,38% de variação relativa positiva.

    O estado do Amazonas obteve 6,03%, e figurou entre os estados com os melhores desempenhos do Brasil. A performance do estado é ainda acima da média nacional, que fechou o mês de agosto com uma variação positiva de 5,60%.

    Setores

    Os setores que mais contribuíram para este saldo positivo de admissões foram: Serviços, com saldo de 2.956 admissões; seguido pelo Comércio, com 959 pessoas; Construção Civil, com saldo positivo de 867 pessoas admitidas; Indústria, com 794 pessoas; e o setor Agropecuário, com 271 admissões.

    No mês de agosto, as 27 unidades federativas registraram saldo positivo, com destaque para os estados de São Paulo, que totalizou 113.836 vagas; Minas Gerais, com 43.310 vagas; e Rio de Janeiro, com 22.960 vagas, os maiores saldos positivos do país.

    As unidades federativas com os menores desempenhos foram o Amapá, com 882 vagas; Roraima, com 592 vagas; e o Acre, com 346 vagas.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais: 

    Bombeiro, eletricista e motorista estão entre as 142 vagas do Sine

    Cadastro de mais de 500 jovens é realizado no Sine Manaus

    Desempregado? Confira 195 vagas de emprego no Amazonas