Fonte: OpenWeather

    TARIFA SOCIAL


    Famílias do CadÚnico terão direito a tarifa social de energia elétrica

    Atualmente, no Amazonas existem 185 mil famílias beneficiárias. Esse número pode quase dobrar, com mais 180 mil famílias a serem cadastradas.

     

    A Tarifa Social existe desde 2002 e oferece descontos para consumidores de baixa renda.
    A Tarifa Social existe desde 2002 e oferece descontos para consumidores de baixa renda. | Foto: Ascom/Equatorial

    Manaus (AM) - Nesta terça-feira, 30/11, a Aneel vai deliberar a regulamentação da Lei nº 14.203/2021, aprovada pela Câmara dos Deputados, que torna obrigatória a atualização do cadastro dos beneficiários da Tarifa Social de Energia Elétrica. Até então, a família precisava pedir o benefício para a distribuidora. Agora, o cadastro será automático para os usuários que estiverem inscritos no CadÚnico. 

    A Tarifa Social existe desde 2002 e oferece descontos para consumidores de baixa renda. Mas até hoje muitos brasileiros não conseguiram ter acesso a este benefício. Atualmente, no Amazonas existem 185 mil famílias beneficiárias. Esse número pode quase dobrar, com mais 180 mil famílias a serem cadastradas.

      Para ter direito ao benefício, a família precisa estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, ter renda mensal menor ou igual a meio salário-mínimo por pessoa, e também as famílias com portador de doença que precise de aparelho elétrico para o tratamento – nesse caso, com renda mensal de até três salários-mínimos.  

    Também têm direito as famílias com integrante que receba o Benefício de Prestação Continuada. Atualmente, 12,4 milhões de famílias se beneficiam da tarifa social em todo o Brasil. No CadÚnico, são 7,2 milhões identificadas, que atendem aos critérios legais, mas ainda não recebem o benefício. No cadastro do BPC são mais 4,1 milhões de famílias potenciais

    Leia mais:

    Famílias de baixa renda terão inscrição na tarifa social de energia

    Aleam aprova criação de CPI da Amazonas Energia

    Conta de luz fica mais cara após Aneel criar nova bandeira tarifária