Fonte: OpenWeather

    Empreendedorismo


    Em novembro, 609 novas empresas foram registradas no Amazonas

    Segmento de serviços foi o mais procurado pelos empreendedores no mês de novembro

     

    Manaus segue líder entre as cidades do estado com o maior número de constituições, com um total de 461 registros
    Manaus segue líder entre as cidades do estado com o maior número de constituições, com um total de 461 registros | Foto: Divulgação/Jucea

    Amazonas - Diante da crise pandêmica e da alta do desemprego no estado, amazonenses têm encontrado, no empreendedorismo, a solução para driblar essa situação econômica. De acordo com a Junta Comercial do Estado do Amazonas (Jucea), 609 novos Cadastros Nacionais da Pessoa Jurídica (CNPJs) foram registrados no Amazonas no mês de novembro.

      Ainda segundo os dados do Sistema de Registro Mercantil (SRM) da autarquia, a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) coloca a modalidade de serviços como a mais procurada pelos empreendedores no mês de novembro, com um total de 328 novas empresas, seguida dos segmentos de comércio, com 249 novos negócios, e de indústria, com 21.  

    "

    É esperado, como todo fim de ano, uma desaceleração nas constituições de empresas. Porém, mesmo com todas as adversidades que estamos enfrentando na economia desde o início da pandemia, o estado do Amazonas conseguiu manter bons resultados nas constituições de novas empresas. E temos trabalho, para darmos continuidade a esses bons resultados "

    Maria de Jesus Lins, presidente da Jucea

     

    Municípios 

    Manaus segue líder entre as cidades do estado com o maior número de constituições, totalizando no mesmo mês de novembro, 461 registros de novas empresas. Em seguida vêm os municípios de Manacapuru, com 16; Itacoatiara, com 14; Humaitá, com 12; e Parintins, com 11 novos empreendimentos.

    Tipo empresarial 

    Entre os tipos empresariais mais registrados no estado, em primeiro lugar ficou a natureza jurídica de Sociedade Empresarial Limitada, com 361 empreendimentos; seguida do tipo Empresário Individual com 234 negócios.

    Tempo de abertura 

    A Junta Comercial segue trabalhando para reduzir cada vez mais o tempo médio para abertura de novas empresas no Amazonas. No mês de novembro, conforme dados da RedeSim-AM, o cidadão conseguiu constituir um novo empreendimento em 4 horas.

    Arrecadação 

    Conforme dados do SRM, a Jucea recolheu no mês de setembro o valor de R$ 1.015.782,56 em taxas.

    *Com informações da assessoria 


    Leia mais:

    Abertura de novas empresas cresce 52% no Amazonas

    Jucea reduz tempo de abertura de empresas no Amazonas

    Em Manaus, empreendedoras recorrem às redes sociais para vender