Fonte: OpenWeather

    Economia


    Operações resgatam 120 trabalhadores no Estado

    De 2010 a 2012, 72 trabalhadores foram resgatados e 48 tiveram seus contratos regularizados – foto: divulgação

    Cento e vinte trabalhadores foram retirados de condições de trabalho análogas à escravidão no Amazonas nos últimos 2 anos.

    Os dados da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE-AM) apontam que, entre 2010 e 2012, 72 pessoas foram resgatadas e 48 tiveram seus contratos regularizados.

    Ao todo, as quatro operações realizadas no período somaram mais R$ 273 mil em indenizações por danos morais e pagamento de valores rescisórios.

    O maior volume de pagamento e resgate, segundo a superintendência, foi verificado em propriedades rurais do município de Boca do Acre (a 950 quilômetros de Manaus). A fiscalização passou também pelos municípios de Manaus, Lábrea e Codajás.

    Foram pagos R$ 140,5 mil de verbas rescisórias e R$ 115 mil por danos morais a 42 trabalhadores resgatados e mais 48 empregados conquistaram a regularização de seus contratos (assinatura da carteira de trabalho, recolhimento de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e contribuição previdenciária).

    Ainda de acordo com a SRTE-AM, os empregadores assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

    O auditor fiscal do trabalho da SRTE-AM, Raul Capparelli, destacou o resgate de 12 trabalhadores em embarcações pesqueiras em novembro do ano passado como uma das ações mais importantes entre as operações realizadas pela superintendência.