Fonte: OpenWeather

    Vida Sexual


    Há quanto tempo você não faz sexo?

    Ficar sem transar por semanas pode ser um problema para muitas pessoas

    Se não alcançamos um padrão sexual mais comum entre aqueles a nossa volta, tendemos a nos sentir fora da normalidade | Foto: Divulgação

    Você chega em casa, depois de um dia estafante no trabalho. Seus dedos dos pés estão doendo e, no momento que você arranca os sapatos arremessando para o lado, você se xinga mentalmente por tê-los escolhido de manhã, só porque combinavam com sua roupa.

    A bolsa recebe o mesmo destino e vai parar no sofá. Você avança alguns passos e vê seu marido na cozinha, comendo uma omelete que ele mesmo preparou. É claro que ele está no celular, mas ao menos ergue a cabeça e te dá um oi, com a boca cheia. Deselegante.

    A primeira coisa que passa na sua mente é que:

    1) Ele nem ao menos fez questão de te dar um beijo ou um abraço (embora isso também não tenha partido de você);

    2) Ele nem ao menos perguntou se você também queria algo pra comer.

    Resignada, você lava as mãos, abre a geladeira e vai em busca de alguma coisa para saciar sua fome. Nesse meio tempo, você começa a contar que um colega do trabalho teve um pequeno surto durante a reunião com os chefes de departamento.Seu marido apenas diz “humm”, repetidas vezes, e você percebe que ele nem está realmente ouvindo o que está sendo dito. Para testar, você lança uma informação aleatória tipo: “eu também saí no horário do almoço e comprei um Loboutin de 4.890 reais”. O que seu marido fala? Nada.

    É óbvio que você não comprou nada, mas um impulso de revolta surge dentro de você, desejando que pudesse ter feito exatamente isso, e com o cartão dele. Talvez dessa forma ele, finalmente, te desse atenção.Depois que ele sai da cozinha, você come ali, na sua própria companhia, e reflete que praticamente todos os dias são assim. Vocês comem, separados, depois cada um vai fazer o que tem que fazer, tomam banho, separados, escovam os dentes e dão tchau. Talvez um selinho seja trocado rapidamente, e... boa noite.

    Você leva alguns minutos pra pegar no sono, e começa a calcular há quanto tempo vocês dois não fazem sexo. Quando foi a última vez que realmente dedicaram um tempo ao outro. Você está se sentindo sozinha, perdida. Sente um desejo arder dentro de você. Dependendo do período do mês, esse desejo fica até amplificado.Você sente falta de carinho, da cumplicidade que tinham no início do namoro, daquele clima gostoso onde bastava que um olhasse para o outro, desse um toque sutil, para que a paixão acendesse como pólvora.

    Uma coisa é inevitável em todo relacionamento: O tempo vai passar! Ele pode causar instabilidade, inseguranças, brigas, tédio e criar uma rotina desgastante, ou ser seu aliado e fortalecer o companheirismo, cumplicidade e até mesmo a desejo entre casal.

    Agora, apague essa cena da cabeça e pense nessa a seguir:

    Você chega em casa, cansada, com fome e sentindo dores nos pés. O toc toc dos seus saltos ecoa pelo assoalho, chamando a atenção do seu marido, que sai da cozinha, com um pano de prato em mãos.

    Ele olha pra você e te dá um beijo carinhoso, perguntando em seguida se você gostaria de comer alguma coisa. Sentindo o cheiro agradável que sai da panela, você aceita a oferta e se senta, suspirando em puro cansaço.

    Seu marido então, chega por trás da cadeira e dá início a uma massagem nos seus judiados músculos do pescoço. Ele estende a massagem para os ombros, os braços, e até mesmo aplica uns pontos de shiatsu na sua coluna.Nesse meio tempo, você já está se sentindo quase como uma massinha de modelar, tamanha a sensação de prazer que o simples toque cuidadoso dele te traz. Ele pergunta como foi seu dia, e você começa a relatar os eventos mais importantes, dando ênfase a algo engraçado que aconteceu.

    Os dois riem, sentam-se juntos à mesa, comem a refeição, sempre trocando brincadeiras, e numa dessas, seu marido acaba fazendo uma piadinha de cunho sexual. Você ri, mas já sente o frio na barriga, porque a expectativa de uma noite ardente de sexo já começou a se instalar no seu cérebro.Ele te convida para assistir a um episódio da série que vocês amam, e você declina na oferta porque precisa estender as roupas no varal. Seu marido, então, acaba indo te ajudar, e mais uma vez, as brincadeiras entre vocês vai criando o clima ideal. Vocês trocam um superamasso na área de serviço e quase nem dá tempo de irem para o quarto.

    Você pede um tempo apenas pra tomar um banho e ele se oferece para esfregar as suas costas. Decidida a surpreender o marido, você aplica aquele creme que ele sempre elogia, e escolhe um pijama mais sexy.Seu marido já está te esperando, e sem dar chance ao acaso, ele te puxa para os braços dele, disposto a preencher sua noite com prazer.

    As preliminares assumem proporções grandiosas e cada toque, beijo, carícia... Cada palavra sussurrada no seu ouvido te dá a ideia do clímax que vocês alcançarão. Ele não tem pressa, porque a meta dele é te agradar. Seu marido vai afastando cada peça de roupa ora com carinho, ora com paixão, mostrando que o desejo dele por você é visceral.

    Depois da sessão de sexo estupendo, os dois, saciados e esgotados, se rendem ao sono, com os corpos colados e ainda emitindo calor, e se preparam para mais um dia.

    Você quer aprender como resgatar aquele clima gostoso de início de namoro?Voltar a sentir aquele frio na barriga, beijos apaixonados, carinho, vontade de ficar juntos e aquela sensação de que você está com alguém que você ama e que te ama de volta.

    Então clique aqui. O Workshop online é 100% gratuito. Vamos ter uma semana inteira com aulas e muita transformação pessoal. Você só precisa clicar no link abaixo e fazer sua inscrição.

    *Com informações da assessoria