Fonte: OpenWeather

    Carreira


    Com sonho de ser professora, ex-bancária virou Delegada de Polícia

    Com 54 anos e quase 20 de carreira como policial civil, a delegada abriu as portas da sua residência e revelou como foi a construção de sua carreira. Mostrou que nunca é tarde para se realizar no mercado de trabalho e na profissão escolhida.

    Márcia Chagas | Foto: Ribamar Xavier

    Manaus- Em 2001,  a delegada aposentada Márcia Chagas Maciel de Araújo trocou o expediente bancário pelo ambiente policial. Com 54 anos e quase 20 de carreira como policial civil, a delegada abriu as portas da sua residência e revelou como foi a construção de sua carreira. Mais do que mostrar o outro lado, provou que nunca é tarde para se realizar no mercado de trabalho e na profissão escolhida. 

    Antes de ingressar nas fileiras da Polícia Civil do Estado do Amazonas, Chagas chegou a cursar faculdade de Letras, pois tinha desejo e sonhos de ensinar, entretanto o destino foi diferente. “Cheguei a cursar Letras, mas na época vi que iria ganhar muito pouco como professora. Era um sonho meu, mas financeiramente não era bom, então fiz concursos e trilhei outros caminhos”, relembra.

    Mudança de Vida

    Márcia Chagas Maciel de Araújo, delegada de polícia
    Márcia Chagas Maciel de Araújo, delegada de polícia | Foto: Ribamar Xavier

    A delegada, hoje aposentada, prestou concurso para a Caixa Econômica Federal e durante 11 anos trabalhou como bancária, tendo sua última nomeação dentro da instituição como gerente jurídica.

    “Eu trabalhei muito no banco, eram 12, até 14h horas por dias, naquela época, em 1991, era muito difícil ser bancária, então com o passar dos anos fui ficando descontente com a profissão e resolvi mudar, fiz outros concursos”, conta.

    Dentro os órgãos que prestou concurso, Márcia passou para a Polícia Civil do Amazonas, onde atuou por diversas delegacias, entre as principais e que marcou sua trajetória a Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM). 

    “O aprendizado foi muito importante. O que eu vi na delegacia da mulher foi dramático. Eu tinha medo de trazer o ambiente pra casa. Por várias vezes me ajoelhei e agradeci a Deus por minha família e por estar ali fazendo esse trabalho”, explica.

    Perfil

    Membro da diretoria da Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Amazonas (ADEPOL-AM), delegada Márcia Maciel, é casada, mãe de dois filhos, um é artista, outro advogado. Sua rotina em nada lembra o ambiente agitado e hostil por onde trabalhou.  Gosta de ouvir música, ler em sua biblioteca dentro e “maratonar” séries de televisão.

    “Eu sou uma pessoa tranquila, gosto de tomar um vinho, correr, tenho interesses variados. Considero que a vida é uma dádiva e temos que aproveitar o máximo, mas precisamos de equilíbrio, planejamento e saúde para poder usufruir.  Estou muito feliz com a pessoa que me tornei. A vida foi muito boa para mim e me retribuiu, mas tive que trabalhar muito para ter a vida que tenho hoje”, finaliza.

    *Com informações da assessoria