Fonte: OpenWeather

    Saúde Feminina


    Gravidez sem embrião? entenda o que fazer e como identificar

    Teste confirma gravidez, mas feto não se desenvolve. Conheça a condição que é uma das causas mais comuns de aborto espontâneo

    A melhor forma de confirmar uma gestação anembrionária é por meio do exame de imagem | Foto: Reprodução

    Manaus - Menstruação atrasada, sonolência, enjoos e outros sintomas típicos levantam a suspeita, e os testes hormonais confirmam  que a mulher está grávida. Mas, por volta da quinta semana de gestação, quando normalmente é realizada a primeira ultrassonografia, o especialista não consegue visualizar o embrião. Estes sinais são identificados como gravidez anembrionária.

    "Gravidez sem embrião também conhecida como 'ovo vazio' é uma condição clínica obstétrica em que não há desenvolvimento do embrião no decorrer da gestação, ou seja, se gera o saco gestacional, mas nada se desenvolve no interior do útero. Muitas vezes não há uma causa específica aparente. E geralmente é notado nas primeiras semanas gestacionais durante uma ultrassom", revela o ginecologista e obstetra, Thiago Gester.

    Ele destaca que é repetido o exame com intervalos semanais, até que o chamado saco gestacional atinja o tamanho de 20 milímetros. Se o quadro persistir,  é fechado o diagnóstico de gravidez anembrionária.

    "Tenhamos cautela no diagnóstico, pois até três semanas de gravidez não se observa o embrião em gravidez normais, fazendo o médico responsável solicitar nova ultrassom em 15 dias para descartar tal diagnóstico. Os Sintomas variam de assintomáticas até poucas cólicas e ou pequenos sangramentos vaginais", explica.

    Como identificar uma gravidez anembrionária?

    A melhor forma de confirmar uma gestação anembrionária é por meio do exame de imagem, a ultrassonografia. Entretanto, alguns sintomas como febre e pequenos sangramentos podem ser indicativos desse quadro. Por isso, é sempre importante a gestante procurar um médico obstetra que poderá fazer avaliações e tirar dúvidas.

    Vale ressaltar que os resultados de testes de gravidez (de farmácia e de laboratório) serão positivos, pois identificam o quadro como uma gravidez normal.

    A luta

    Após descobrir que não há embrião, pode-se tomar dois caminhos: esperar por um aborto espontâneo ou fazer a curetagem. O médico sempre indicará o tratamento mais adequado para cada paciente. É o profissional quem vai orientar o tempo de espera para tentar engravidar novamente.

    "É importante dizer para as mulheres que já passaram por esta situação que não terão impedimentos para uma futura gravidez normal. Mas se a próxima gravidez tiver novamente o diagnóstico é importante que o casal passe por um estudo enético", orienta.