Fonte: OpenWeather

    DICAS


    Bolinhas e vermelhidão? Especialista dá dicas sobre depilação correta

    A especialista explica os principais meios de depilação e o que considerar em cada uma das opções

     

    Podem aparecer infecções quando esse procedimento é realizado incorretamente.
    Podem aparecer infecções quando esse procedimento é realizado incorretamente. | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - Apesar de o hábito ser rotineiro, é comum que muitas pessoas tenham dúvidas sobre quais cuidados ter na hora de aparar os pelos, em especial de áreas sensíveis, como virilhas, axilas, sobrancelhas e buço (parte superior dos lábios).

    Bolinhas, vermelhidão e até infecções isoladas podem aparecer quando esse procedimento é realizado incorretamente.

    Por isso, entrevistamos uma especialista para explicar os principais meios de depilação e o que considerar em cada uma das opções, principalmente se você realiza o procedimento de forma caseira.

      Pode-se dizer que a primeira das dúvidas é a maior de todas. Qual a melhor opção para depilação? Quem responde é Rosana Santos, professora do curso de Estética do Centro de Ensino Técnico (Centec), onde também se aprendem técnicas para retirar os pelos sem agredir o corpo.  

    "

    É curioso que as pessoas pensem muito sobre qual método é melhor para elas. Mas eu diria que a escolha do método deve ser feita pelo profissional depilador, pois é ele quem vai realizar uma avaliação (anamnese) na pele de cada paciente antes de iniciar o procedimento. "

    Rosana Santos, especialista professora do curso de Estética do Centro de Ensino Técnico (Centec)

     

    Cera

    Uma das principais formas de depilação é feita a partir da cera, seja quente ou fria.

    Há quem diga que a técnica surgiu ainda no Egito Antigo, quando mulheres utilizavam argila, sândalo e mel para fazer uma mistura que permitisse remover os pelos.

    A depilação nesse caso pode durar cerca de 20 a 28 dias.

    "

    O ideal é que esse procedimento seja feito por um profissional. Há opções caseiras na internet, como com mistura de açúcar e limão, porém esses compostos podem agredir muito a pele, principalmente ao se expor ao sol. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também proíbe esse uso. "

    Rosana Santos, especialista professora do curso de Estética do Centro de Ensino Técnico (Centec)

     

    A profissional destaca ainda que há diferenças entre pelos femininos e masculinos, o que precisa ser considerado na hora de escolher a cera. Segundo ela, as mulheres possuem pelos mais finos, já os homens, mais grossos.

    Nesse último caso, a depilação exigirá cuidados mais específicos, desde a escolha da cera para pelos mais grossos até o próprio procedimento, quando são aplicadas técnicas específicas para evitar a quebra dos mesmos.

    Lâminas

    O uso de lâminas para a depilação é uma opção muito conhecida.

    O que pouco se sabe é a maneira correta de a realizar, já que muitas vezes o uso inadequado dessa ferramenta pode causar problemas na pele de onde o pelo foi retirado.

    Apesar disso, com boas dicas, é possível fazer uma depilação saudável.

    "

    Sempre escolha uma boa lâmina, ou como costumamos chamar, um ‘barbeador’. É importante também aplicar um óleo ou creme para preparação da pele, como os de barbear. Além disso, ter atenção à própria lâmina após o uso. Se o encarte do produto informar que é reutilizável, lave e seque para evitar ferrugem. Caso seja de uso único, descarte ao final do procedimento. "

    Rosana Santos, especialista professora do curso de Estética do Centro de Ensino Técnico (Centec)

     

    Além disso, Rosana ressalta a importância de hidratar bem a pele ao final de qualquer procedimento de depilação, já que a área fica sensível.

    Com um bom creme que possa ‘acalmar’ a região, é menos provável que haja pelos encravados posteriormente.

    Outras técnicas

    Além das opções acima, é possível encontrar alternativas mais sofisticadas no mercado.

    Algumas podem ser feitas com produtos em casa, mas a indicação da esteticista é que procure sempre um profissional para evitar riscos à pele.

    Confira os métodos.

    Depilação com linha - utiliza-se uma linha específica com capacidade de remover os pelos pela raiz, por meio de entrelaçamento da linha com o pelo.

    Fotodepilação - essa técnica de depilação utiliza um aparelho chamado LIP - Luz Intensa Pulsada, que emite pulsos de luz que geram calor, o que enfraquece os pelos. 

    Laser - a depilação a laser é a técnica que promove a retirada dos pelos através do disparo de feixes de luz que aquecem e queimam a raiz do folículo piloso.

    Cremes depilatórios – consiste em um creme que deixa os pelos 'moles', facilitando a retirada. Não indicado, porque contém químicas muito fortes e pode causar manchas na pele.

    Leia mais:

    Saiba os benefícios da depilação a laser

    Ano de 2022 será de aprendizado e qualificação no mercado da beleza

    Depilação Eco-Friendy: conheça mais sobre a tendência