Fonte: OpenWeather

    Fórmula 1


    Alonso exibe preocupação com a competitividade da McLaren nos treinos

    No último fim de semana, no Bahrein, a principal novidade foi o desempenho do francês Pierre Gasly

    O espanhol está em alerta para o próximo fim de semana, quando será disputado o GP da China. | Foto: RV Racing Press

    Manaus -  Os 22 pontos somados pelos pilotos da McLaren nas duas primeiras provas da temporada 2018 da Fórmula 1 representam um cenário bem diferente em comparação ao encarado em anos anteriores. Há, porém, o que melhorar, como avaliou o espanhol Fernando Alonso, preocupado com o desempenho ruim da equipe no treino de classificação do GP do Bahrein, disputado no último fim de semana.

    "O que mais conta não é a sua posição no grid. Há o seu ritmo de corrida, a sua largada, a primeira volta, a gestão dos pneus, a eficiência dos combustíveis, há muitos fatores e estamos lidando melhores do que com a velocidade na qualificatório. Estávamos muito lentos na qualificação e precisamos melhorar isso, porque quando começamos atrás, comprometemos o resultado da corrida", disse o espanhol.

    Leia também: Artilheiro do Carioca, Pedro assume a 9 do Flu na Sul-Americana 

    Embora Alonso e o belga Stoffel Vandoorne, seu companheiro de equipe, tenham conseguido pontuar nas duas provas já realizadas no campeonato, eles não conseguiram passar para a fase final do treino de classificação em ambas corridas, o que deixa o espanhol em alerta já para o próximo fim de semana, quando será disputado o GP da China. Ainda assim, o desempenho deles deixa a McLaren em terceiro lugar no Mundial de Construtores.

    No último fim de semana, no Bahrein, a principal novidade foi o desempenho do francês Pierre Gasly, da Toro Rosso, que terminou o GP em quarto lugar. Alonso evitou comentar se também se surpreendeu com este resultado.

    "O ritmo da Toro Rosso pode ser visto como uma surpresa ou não. Vendo todos os problemas que tiveram na Austrália e de onde vêm, é uma surpresa, mas aqui sabíamos que, historicamente, a Toro Rosso sempre foi muito rápida, e foi surpreendente ver que eles estavam ainda mais competitivos neste fim de semana", afirmou.

    Alonso garantiu, porém, que a McLaren tem um carro melhor do que a da Toro Rosso. "Acho que em termos de campeonato, estaremos à frente deles. Eles deram um grande passo à frente, então eu espero que façamos o mesmo", concluiu.

    Leia mais: 

    Gritos por 'Justiça' marcam último adeus a PRF amazonense morto em RR

    PF desarticula grupo criminoso que atuava na Sefaz e Suframa

    Brincadeira com arma entre amigos mata adolescente com tiro no pescoço