Fonte: OpenWeather

    Competição


    1º Open Amigos do Jiu-Jítsu reúne mais de 100 atletas em Manaus

    O evento reuniu atletas da Associação Naldo Freitas de Jiu-Jítsu e Luta Livre, além de outros projetos sociais e academias

    Evento foi realizado no Colônia Antônio Aleixo
    Evento foi realizado no Colônia Antônio Aleixo | Foto: Divulgação/Emanuel Mendes Siqueira

    Manaus - Pouco mais de 100 atletas participaram da primeira edição do Open Amigos do Jiu-Jítsu Gi e No Gi, neste domingo (16), na quadra de esportes do bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste de Manaus, perto do 28º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

    Organizada pelo faixa preta Naldo Freitas, a competição encerrou o calendário de atividades do jiu-jítsu amazonense em 2018. O evento, de acordo com o organizador, reuniu atletas da Associação Naldo Freitas de Jiu-Jítsu e Luta Livre, além de outros projetos sociais e academias.

    “O Projeto Curumim, que executo há nove anos, tem duas filiais aqui na Colônia e conta com apoio da empresa Fort Lub. São mais de 100 atletas e futuramente queremos expandir o projeto para o Bela Vista e o Puraquequara. O objetivo desse evento foi reunir o nosso pessoal com lutadores de outras academias de Manaus. Foi um campeonato pequeno, mas bem organizado”, avaliou Naldo, que projeta levar sua equipe para o Mundial de Jiu-Jítsu de Long Beach (EUA) em 2019.

    | Foto: Divulgação/Emanuel Mendes Siqueira

    Entre os participantes, o principal destaque foi Ricardo Farias, 29, faixa roxa da Equipe 7 de Jiu-Jítsu e academia Tony Alves de Luta Livre. Ele, que se divide entre o esporte e o trabalho como padeiro, venceu tudo que disputou no Open, ou seja, a categoria e o Absoluto com quimono e sem quimono.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Arena Amadeu Teixeira recebe três finais de futsal nesta segunda (17)

    Motovelocidade: 10 duplas disputam a ‘Corrida dos Campeões’ em Manaus

    Rio Negro conquista o bicampeonato do Amazonense de handebol feminino