Fonte: OpenWeather

    Futebol


    Homens transexuais quebram tabu no futebol

    "Sai o preconceito, entra o futebol", diz o coordenador Cristian Lins

    Homens transexuais quebram tabu no futebol | Foto: Divulgação

     O  primeiro time de futebol de homens transexuais da Cidade Maravilhosa treina e tem um lugar para chamar de casa. O BigTboys é uma iniciativa do ativista LGBTQI+ Cristian Lins, que orgulhoso fala o projeto.

    "Nossa ideia é competir com outros times gays num amistoso contra os meninos bons de bola de São Paulo. Com apenas um mês de vida, o BigTboys tem exclusivamente homens transexuais e vem treinando pesado", garante o coordenador, que já conta na equipe com mais de 22 jogares e 4 profissionais de equipe técnica.

    Sem neura, Cris, como gosta de ser chamado explica para que todos possam entender o que é um homem trans.

    "Nascemos meninos em um corpo de mulher.  Estamos em paz e seguros da nossa identidade de gênero. Nos olhamos de viver a vida e poder ser quem a gente quiser. E amamos futebol", explica.

    Uma das bandeiras do time é a visibilidade.

    "Os rapazes só querem o mesmo que eu: mostrar que existimos e que a bandeira das pessoas transexuais tem seu mais alto lugar ao sol. Cansei de esperar as pessoas olharem para os homens transexuais de igual para igual. Raramente nós temos voz, as pessoas acham que todo homem trans é apenas um fetiche a ser de explorado ou um personagem fictício de novela. A realidade do dia a dia é bem diferente. Temos depressão, somos expulsos de casa, somos agredidos entre tantas outras coisas negativas. Então porque não formar um time de futebol onde eles tenham voz é visibilidade?", destaca Cris, que conta com apoiadores para manter o projeto.

    "Precisamos e queremos que as empresas que apóiam os LGBTQ+ publicamente abracem o projeto e o time, porque precisamos da ajuda delas. Porque a resistência é segurar a mão uns do outros. NÃO tem que ficar apenas para fazer cena nas redes sociais, precisamos delas na prática, ainda mais que o projeto que eu criei visa homens trans em diversos esportes. Quem quiser saber mais do time é só olhar nossas redes sociais com o mesmo nome", finaliza ele.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    OAB fecha as portas para agressores de LGBTI+

    STF criminaliza homofobia com ressalva quanto à liberdade religiosa