Fonte: OpenWeather

    Lutador amazonense


    Paratleta do AM fatura medalha em torneio internacional de jiu-jítsu

    Alcenir Muller conquistou uma medalha de prata em torneio realizado em São Paulo

    O atleta de 41 anos deseja se manter ativo na modalidade por muitos anos
    O atleta de 41 anos deseja se manter ativo na modalidade por muitos anos | Foto: Divulgação

    O paratleta amazonense de jiu-jítsu, Alcenir Muller, conquistou este mês a medalha de prata no Campeonato Internacional de Abu Dhabi Pro Jiu-Jítsu (AJP) 2019, realizado em Barueri, São Paulo. Com o resultado, o lutador, que contou com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), garantiu pontos para a temporada 2020 e ocupa atualmente a 60ª posição no ranking mundial.

    Alcenir, que disputou na classe O, referente aos atletas que possuem paralisia cerebral ou condição semelhante, garantiu o segundo lugar em Barueri.  Ele também participou da etapa Manaus, no Campeonato Internacional da AJP, que foi realizado em agosto. Na oportunidade, o lutador venceu duas disputas, o que lhe rendeu o título da categoria e 60 pontos no ranking.

    Atleta da academia Ronnie Melo Jiu-Jítsu, Alcenir começou a praticar a modalidade aos 16 anos e desde então não parou mais. “Quando comecei a treinar, o jiu-jítsu tinha virado ‘febre’ em Manaus e era comum todo mundo praticar. Entretanto com o passar do tempo, fui aprendendo a gostar do esporte e percebi que ele estava fazendo bem para a minha saúde”, contou o atleta, que nasceu com ataxia, transtorno neurológico caracterizado pela falta de coordenação de movimentos musculares voluntários e de equilíbrio, possivelmente devido a danos ou bloqueios específicos no cérebro, nos nervos ou nos músculos.

    “Quanto mais eu treinava, mais meus movimentos melhoravam, consegui ter mais agilidade, sem contar que minha autoestima só aumentava. Fiz muitos amigos e consegui encontrar no esporte uma maneira mais disciplinada, determinada e feliz de levar a vida", contou ele que treino, pelo menos, duas horas todos os dias e foca, principalmente, na parte técnica, para obter bom desempenho nos campeonatos.

    Aos 41 anos, o paratleta já mira a próxima competição, que é o Gran Slam Abu Dhabi - Etapa Rio de Janeiro e utilizará a Copa Ajuricaba, organizada pela Federação de Jiu-Jitsu do Amazonas (FJJAM), como preparação para outras disputas. Apesar da idade, e afirma que ainda tem muito chão pela frente. gás. 

    Exemplo

    De acordo com o secretário executivo da Sejel, Adriano Monteiro, Alcenir é um exemplo a ser seguido. “É muito gratificante ver um atleta que supera suas limitações e representa tão bem o esporte e o Estado. Alcenir está de parabéns e é um grande exemplo, assim como tantos outros talentos do Amazonas. O esporte é uma ferramenta incrível e por meio dele, nossos desportistas irão cada vez mais longe”, afirmou.