Parajiu-Jitsu


1º Regional Norte de Jiu-Jitsu Paradesportivo abre portas em Manaus

Primeira edição exclusiva do Regional de Parajiu-Jitsu acontece neste domingo (19), pela primeira vez na capital amazonense

 

A primeira etapa do Regional de Jiu Jitsu Paradesportivo acontece no Centro de Convenções Vasco Vasquez
A primeira etapa do Regional de Jiu Jitsu Paradesportivo acontece no Centro de Convenções Vasco Vasquez | Foto: Divulgação/ Jiu Jitsu Paradesportivo

Manaus - A primeira etapa do Regional de Jiu-Jitsu Paradesportivo 2020 acontece neste domingo (19). Pela primeira vez, Manaus sedia o evento e recebe paratletas da modalidade em uma competição exclusiva. O Regional de Jiu-jitsu é de realização da Federação Catarinense de Jiu-Jitsu Paradesportivo (FCJJP) e classifica os melhores para o Campeonato Mundial da modalidade, que será disputado na Califórnia (EUA).

O Regional Norte de Jiu-Jitsu Paradesportivo acontece no Centro de Convenções Vasco Vasques, na Zona Centro-Sul de Manaus, e terá lutas nas categorias masculino e feminino, divididas de acordo com as limitações de cada atleta. As lutas demonstrativas serão para todos os jovens de 4 a 17 anos na categoria festival. 

1º Regional Norte acontece no dia 19 de janeiro, em Manaus
1º Regional Norte acontece no dia 19 de janeiro, em Manaus | Foto: Divulgação/ Jiu Jitsu Paradesportivo

No feminino adulto, todas as faixas competem, com peso livre. Já no masculino, as divisões serão por pesos: leve (até 65 kg), médio (até 85 kg) e pesado (mais de 85 kg). Além disso, os lutadores da categoria Absoluto são separados em: Absoluto de Membros Superiores, Absoluto de Membros Inferiores e Absoluto Medulares.

As inscrições são feitas por meio do site SouCompetidor e se encerraram na última terça feira (14). Após a definição e organização da FCJJP, os atletas serão divididos conforme a classificação funcional para nivelar as disputas.

Parajiu-Jitsu abrindo portas

De acordo com Jonathas Machado, paratleta e um dos organizadores do Regional Norte, “o parajiu-jitsu vem ganhando espaço há um tempo”. Ele conta que o evento é um marco pela exclusividade porque as competições normalmente não enquadram o Parajiu-Jitsu como categoria. 

“Era apenas apresentação. Conseguimos apenas com a Federação Amazonense de Jiu-Jitsu (FAJJE), que colocassem como categoria no edital da competição. A única federação que nos abraçou e tem o Parajiu-Jitsu como categoria é a FAJJE. Com essa parceria, participamos de todas as competições feitas por ela. Em breve, vamos tentar entrar também no Open da Federação Internacional de Jiu-Jitsu Brasileiro”, conta Jonathas.

Jonathas Machado no Campeonato Brasileiro de jiu jitsu paradesportivo, em Florianópolis
Jonathas Machado no Campeonato Brasileiro de jiu jitsu paradesportivo, em Florianópolis | Foto: Divulgação/ Jiu Jitsu Paradesportivo

A primeira conquista de dimensões nacionais aconteceu em 2019, com o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu Paradesportivo, que aconteceu em Florianópolis (SC). Na ocasião, foram 121 atletas inscritos, divididos em 18 classes funcionais de deficiências. O Amazonas ficou com o 3º lugar na classificação geral, competindo com apenas 9 atletas, enquanto outras equipes tinham até 40 componentes.

“É ótimo organizar um evento de qualidade junto com a FCJJP. Eles acreditaram na gente para realizar esse evento exclusivo para o Parajiu -jitsu. Sou um paratleta internacional e fiquei muito contente com a recepção que tivemos no primeiro Campeonato Brasileiro. O respeito que tivemos com tudo lá foi maravilhoso - em Manaus não pode ser diferente”, afirma Jonathas Machado.

Falta de financiamento, mas planos ambiciosos

Ainda que o jiu-jitsu paradesportivo esteja em um movimento crescente no cenário brasileiro, a realidade difícil, com financiamento de competições e de atletas, continua dificultando a popularidade dos eventos exclusivos. Segundo Jonathas “Poucas pessoas olham para o Parajiu-Jitsu como inclusão social. Os patrocinadores não olham e não valorizam muito os paratletas”.

Parajiu jitsu vem abrindo portas em Manaus e, com o apoio da Federação, pretende ampliar seus campeonatos
Parajiu jitsu vem abrindo portas em Manaus e, com o apoio da Federação, pretende ampliar seus campeonatos | Foto: Divulgação/ Jiu Jitsu Paradesportivo

Com a realização do 1º Regional de Jiu-Jitsu Paradesportivo, Jonathas Machado pretende abrir portas para que mais competições inclusivas ocorram. Ainda que passe boa parte de 2020 afastado dos tatames por conta de uma cirurgia, o paratleta pretende focar em organizar novos eventos e alavancar o Parajiu-Jitsu

"Estamos querendo trazer o campeonato mundial para cá, tanto de Parajiu-Jitsu, quanto do jiu-jitsu convencional. Estamos em contato com a SJJSAF, juntamente com as federações Catarinense e Amazonense de Parajiu-Jitsu que estamos montando", conta o paratleta.