Fonte: OpenWeather

    'Menino de ouro'


    Revelação no AM, Vinícius 'Judoquinha' sonha com pódios no Jiu-Jitsu

    Vínicius "judoquinha" Andrade, de 14 anos, sonha em disputar o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, que acontece em Abril, em Barueri, São Paulo, mas para isto vende doces na escola e precisa de apoio financeiro

    Vinícius "Judoquinha" Andrade, de 14 anos, sonha com a oportunidade de disputar o primeiro campeonato nacional da carreira
    Vinícius "Judoquinha" Andrade, de 14 anos, sonha com a oportunidade de disputar o primeiro campeonato nacional da carreira | Foto: Daniel Boechat

    Manaus - Revelação de 2019 com 11 vitórias consecutivas, Vinícius "Judoquinha" Andrade, de 14 anos, sonha em disputar o primeiro campeonato nacional da carreira, o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, que acontece nos dias 25 e 26 de abril, em Barueri, São Paulo. Para financiar a viagem e o "sonho de ouro", Vinícius vende balas na escola e os pais, Roberta Andrade e Waldemy Guedes, tentam captar recursos promovendo feijoadas e assando peixes para a comunidade do bairro Educandos, na Zona Sul de Manaus.

    O "Judoquinha" é chamado assim por sua facilidade no esporte do "caminho suave". O começo da trajetória vitoriosa no judô foi aos seis anos de idade. Calado, calmo e determinado, Vinícius se apaixonou pelo jiu-jitsu quase por acaso. Após o projeto na igreja, onde treinava judô, encerrar as atividades, o atleta decidiu experimentar o esporte - que já é popular entre os amazonenses - no projeto "Resgatando Vidas", situado na rua Primo Sabá, nº 1, entre os bairros Educados e Colônia Oliveira Machado, ambos na Zona Sul de Manaus.

    Vinícius Andrade é atleta de jiu-jitsu graças ao projeto "Resgatando Vidas"
    Vinícius Andrade é atleta de jiu-jitsu graças ao projeto "Resgatando Vidas" | Foto: Daniel Boechat

    "Ninguém imaginava que eu fosse lutar. Sou magrinho, quietinho, já ganhei até campeonato de xadrez. Fui vice-campeão amazonense de Judô e, depois de começar os treinamentos no jiu-jitsu, decidi entrar em torneios também e fui campeão logo no primeiro que participei”, diz mostrando a medalha de campeão de xadrez dos Jogos Escolares do Amazonas (JEAs). 

    A mistura entre judô e jiu-jitsu deu certo e Vinícius "Judoquinha" é bicampeão do Campeonato Amazonense de jiu-jitsu e atual campeão do Campeonato Abu Dhabi Internacional Jiu-Jitsu Pro Championship, evento internacional disputado em 2019, em Manaus.

    “Quebrei o braço em 2018, na minha segunda competição no jiu-jitsu, mas voltei em 2019 e, depois de ficar em segundo lugar no primeiro torneio após a lesão, não perdi mais nenhum campeonato. Agora estou com 11 vitórias consecutivas", conta ele.

    Vinícius cita o Campeonato Abu Dhabi Internacional Jiu-Jitsu Pro Championship e o Campeonato Amazonense como suas principais conquistas até agora
    Vinícius cita o Campeonato Abu Dhabi Internacional Jiu-Jitsu Pro Championship e o Campeonato Amazonense como suas principais conquistas até agora | Foto: Daniel Boechat

    De olho no Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, em São Paulo, o atleta tem uma rotina puxada. Treina todos os dias, das 17h às 21h e, segundo ele, segue uma dieta balanceada à medida que pode.

    "Eu tenho uma rotina: de segunda a sexta, é escola, casa e treino. Sábado, vou para a célula e domingo vou para a igreja, de manhã. Sou muito leve, então preciso sempre tentar engordar um pouco, tomar cálcio para fortalecer meus ossos e suplementos para ganhar massa. Como não temos como pagar, o meu irmão mais velho divide comigo, quando pode", diz Vinícius.

    Waldemy Guedes, Vinícius "Judoquinha" e Roberta Andrade correm contra o tempo para arrecadar dinheiro para o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu
    Waldemy Guedes, Vinícius "Judoquinha" e Roberta Andrade correm contra o tempo para arrecadar dinheiro para o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu | Foto: Daniel Boechat

    Roberta e Waldemy moram em uma casa no meio das ruas estreitas do bairro Educandos. Com mais três filhos, eles contam que fazem o possível para que o "Judoquinha" não perca nenhum campeonato e, até agora, têm contado com a ajuda de "anjos da guarda" no Resgatando Vidas. Segundo os pais, mais da metade das inscrições de campeonatos que Vinícius participou em 2019 foram pagas pelos professores do projeto.

    Com custos da viagem que ultrapassam a marca dos R$ 700, contando com a passagem aérea, inscrição no torneio e alimentação, Roberta afirma que os pais dos seis atletas que viajam a São Paulo têm se organizado, com almoços, para arrecadar dinheiro. Aos fins de semana, fazem feijoadas e assam peixes, que são vendidos na comunidade onde moram.

    Apesar dos esforços, Roberta conta que tudo vale à pena quando vê a medalha no peito de Vinícius. "Trabalhamos eu e ele [Waldemy] vendendo merenda, no Centro, Zona Sul de Manaus, e todo nosso dinheiro vai para o aluguel. Nem sempre temos condições de arcar com os custos dos campeonatos, mas os professores da academia sabem do potencial dele, então o ajudam”, afirma ela.

    Na coleção de medalhas, o jovem atleta acumula títulos de xadrez, judô e jiu-jitsu
    Na coleção de medalhas, o jovem atleta acumula títulos de xadrez, judô e jiu-jitsu | Foto: Daniel Boechat

    Há meses procurando patrocinadores em todos os cantos de Manaus, Waldemy e Roberta esbarram em recorrentes “volta em outra hora”. O Campeonato Brasileiro se aproxima e, correndo contra o tempo, a mãe conta que Vinícius tenta vender balas na escola como recurso.

    “Nós conseguimos todos os materiais e quimonos com doações. O Vinícius até leva freegels para a escola, para vender e ajudar a pagar a viagem. Houve dias que não tínhamos nem o dinheiro da passagem de ônibus para ver ele lutar, e eu só ficava chorando", confessa ela, emotiva.

    Waldemy confessa que a motivação para ver o sonho de Vinícius realizado tem raízes bem profundas. Filho de mãe solteira, com mais nove filhos, ele diz que tenta ser para o “Judoquinha” tudo o que gostaria que o pai tivesse sido.

    “Tem uma coisa a mais para o pai, quando a gente não teve chance. Meu pai abandonou a família quando eu tinha três anos. A gente faz de tudo para não faltar nada para ele [Vinícius]. Cada campeonato é uma alegria diferente. Tudo que não tive, tento fazer não faltar para ele. Se a família não der suporte, o mundo abraça”, conclui ele.

    Vinícius Andrade, de 14 anos, com seu pai, Waldemy Guedes, de 44 anos
    Vinícius Andrade, de 14 anos, com seu pai, Waldemy Guedes, de 44 anos | Foto: Daniel Boechat

    Para Gilciney da Silva Valente, o "Mestre Ney", de 42 anos - professor no “Resgatando Vidas” e grande aliado na caminhada pelo "sonho de ouro" - Vinícius foi uma grande revelação do projeto e, por seu empenho e dedicação, começou o ano de 2020 como um dos principais lutadores da academia. Acompanhando diariamente o desenvolvimento do atleta há dois anos, Mestre Ney diz que vê um grande futuro pela frente se o “Judoquinha” continuar trabalhando sua técnica, e confessa que o vê como “um garoto de ouro". 

    O Campeonato Brasileiro de jiu-jitsu, que acontece nos dias 25 e 26 de abril, em Barueri, São Paulo
    O Campeonato Brasileiro de jiu-jitsu, que acontece nos dias 25 e 26 de abril, em Barueri, São Paulo | Foto: Daniel Boechat

    "Ele tem um dom para a prática do jiu-jitsu. É muito difícil faltar aos treinos, e por um pódio ele seria eleito no 'melhores do ano', juntamente com os outros. O Vinícius tem uma caminhada muito longa, tem muito o que aprender, mas ele tem o potencial de lutar de igual para igual com qualquer um. Tem muita força, muita técnica e um estilo próprio. Dependendo do seu estilo, você não consegue errar", conta o Mestre Ney.

    Com apenas quatro meses para a competição, Vinícius “Judoquinha” e a família têm até o dia 28 de fevereiro para pagar a inscrição do Campeonato Brasileiro. Além desta e de outras taxas, ainda há despesas com quimonos específicos para a competição, alimentação e a anuidade da federação brasileira. Para quem quiser ajudar, o número disponibilizado para contato é o de Vinícius Andrade, pelo (92) 99608-7398. O contato também pode ser feito via Instagram, por meio do @Vinicius_bjj1.