Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Coronavírus adia mundial de tênis de mesa na Coreia do Sul

    Competição estava prevista para 22 a 29 de março na cidade de Busan

    Tomokazu Harimoto (esquerda) contra (direita) Yukiya Uda na final individual do Campeonato Japonês
    Tomokazu Harimoto (esquerda) contra (direita) Yukiya Uda na final individual do Campeonato Japonês | Foto: Divulgação/ ITTF

    Manaus - A Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF) emitiu, na última terça-feira (25), um comunicado informando o adiamento do Mundial de Tênis de Mesa - previsto para a semana de 22 a 29 de março em Busan, na Coreia do Sul - devido ao medo da contaminação pelo novo coronavírus. 

    A nova data da competição está prevista para entre 21 a 28 de junho, mas a situação será monitorada pelos dirigentes nos próximos meses. No entanto, mexe com o planejamento de jogadores e comissões técnicas para a temporada 2020. Com o novo calendário, o Mundial acontecerá menos de um mês antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

    "Dada a incerteza e a mudança na situação na Coreia do Sul em meio ao surto do Coronavírus em todo o país, a decisão foi tomada tendo como prioridade a saúde e a segurança de jogadores, árbitros e torcedores", diz o documento da ITTF.

    Quadri Arun na semifinal do África Top 16 Cup
    Quadri Arun na semifinal do África Top 16 Cup | Foto: Divulgação/ ITTF

    .A federação já havia adiado o sorteio dos grupos do Mundial, que aconteceria no último sábado, em Busan  onde mais de 700 pessoas já foram contaminadas pelo vírus.

    “Acho que a decisão foi correta, já que a Coreia do Sul está entre os países com maior número de infectados, após a China, e o risco é muito grande, principalmente num evento com jogadores de diversos países”, analisou o presidente da CBTM, Alaor Azevedo, que é médico.

    Dia 2 na África Top 16 Cup
    Dia 2 na África Top 16 Cup | Foto: Divulgação/ ITTF

    Além disso, o Aberto da Coreia do Sul, que aconteceria também em Busan, entre os dias 16 e 21 de junho, e o Aberto Platinum da Austrália, entre 23 e 28 de junho, serão remarcados, mas ainda sem novas datas propostas.

    “A saúde das pessoas é mais importante do que as consequências para o esporte. Espero que as pessoas afetadas pelo vírus consigam se curar, as que estão em quarentena não tenham maiores problemas e a situação se resolva o mais rápido possível. Porém, é difícil saber no que essa medida pode impactar. É muito complicado para nós, neste momento, criarmos uma estratégia clara. Vamos aguardar e avaliar a situação”, diz Jean-René Mounié, consultor técnico da CBTM e treinador de Hugo Calderano, mesa-tenista número 7 do mundo.

    Hugo Hoyama, técnico da seleção feminina
    Hugo Hoyama, técnico da seleção feminina | Foto: Reprodução/ página oficial no Facebook

    “Acho que temos que pensar primeiro na nossa saúde. O que vem acontecendo é muito sério. Caso não fosse mudado, refletiria muito se eu iria a esse campeonato. Temos que nos adaptar a esse novo calendário. Se jogamos um Mundial e depois uma Olimpíada, podemos entrar num ritmo bom também”, avalia o técnico da seleção feminina brasileira de tênis de mesa, Hugo Hoyama.

    Os demais Abertos Platinum, por enquanto, seguem mantidos em suas datas originais no calendário. O próximo será o do Catar, em Doha, entre os dias 3 e 8 de março. O Aberto do Japão está marcado para o período entre 21 e 26 de abril. O Aberto da China está previsto para entre 12 e 17 de maio.