Fonte: OpenWeather

    Copa do Brasil


    Amazonense cruza o país para torcer pelo Manaus FC na Copa do Brasil

    Essa não é a primeira vez que o torcedor cruza o país para assistir a um jogo do Manaus FC fora de casa

    Will acompanha o Manaus no Rio Grande do Sul para a Copa do Brasil | Foto: Arquivo Pessoal

    Manaus - Cinco divisas, três regiões e mais de quatro mil quilômetros. O confronto entre Brasil de Pelotas (RS) e Manaus Futebol Clube (AM), pela segunda fase da Copa do Brasil, põe frente a frente dois clubes de diferentes extremos do país. E foi exatamente esse o caminho que o torcedor Will Hobson percorreu para acompanhar seu time do coração no jogo desta quarta-feira, no Bento de Freitas, em Pelotas.

    Torcedor fanático do Manaus, ele começou a planejar a viagem após a classificação heroica do time na fase anterior. Diante de seu torcedor, o Gavião Rei eliminou o Coritiba no dia 12 de fevereiro. Na mesma noite, o Brasil de Pelotas passou pelo Gama, nos pênaltis. Logo que o juiz apitou o fim de jogo, Will começou a ver a logística de sua viagem. A prioridade era arrumar ajuda financeira para a viagem, além da permissão do chefe para se deslocar no meio de semana para acompanhar o Manaus. A negociação não foi fácil, mas no fim tudo deu certo.

    "Após eliminar o Coxa, começou a procura por passagem. Pedi ajuda de lojistas para bancar os custos e pedir da empresa uma licença para faltar o trabalho. Eu consegui 60% do valor necessário e meu chefe acabou me liberando. Ele sabia que eu iria de qualquer jeito [risos]", contou.

    Essa não é a primeira vez que Will cruza o país para assistir a um jogo do Manaus. No fim do ano passado, ele esteve em Santa Catarina para apoiar o time na decisão da Série D do Campeonato Brasileiro, contra o Brusque. A paixão de Will pelo Gavião Rei começou há alguns anos. O clube, fundado em maio de 2013, tem vivido momentos de glórias logo em seus primeiros passos no futebol brasileiro. Mas foi justamente em uma derrota que a relação entre ele e o clube aflorou ainda mais.

    Na Série D do Campeonato Brasileiro de 2018, o Manaus foi derrotado nos pênaltis para o Imperatriz, do Maranhão, e deixou escapar uma vaga na Série C. O que poderia desmotivar Will só serviu para despertar o amor dele pelo time.

    "Após conhecer a equipe, eu ia aos jogos esporadicamente, lá por 2017. Depois de ver o time perder a vaga no ano seguinte, decidi deixar de ser apenas mais um torcedor e ajudar o clube arduamente nas arquibancadas. Não deixei de ir a nenhum jogo da equipe na capital desde então", lembrou.

    Depois de cruzar o país para seguir o seu time do coração, Will torce para que o clube consiga mais esse resultado memorável em sua história recente. No Rio Grande do Sul desde a última segunda-feira, quando chegou da viagem de avião, o torcedor do Manaus espera em Gramado, cidade turística do interior gaúcho. Com um carro alugado, ele só vai para Pelotas, palco do jogo, no dia da partida. E espera levar consigo toda a paixão de uma torcida que cresce a cada dia.

    "Apesar de ser cansativo, e com muitos percalços, me sinto representante de milhares de outros torcedores que gostariam de vir. É a sensação de estar honrando o compromisso que fiz, de fazer a diferença e representar o povo da minha terra", concluiu.

    *Com informações do site da CBF