Fonte: OpenWeather

    Futebol Americano


    Após 20 anos, Tom Brady deixa o New England Patriots

    Após 20 anos e seis títulos do Super Bowl, Tom Brady deixa o New England Patriots

    Após 20 anos e seis títulos do Super Bowl, Tom Brady deixa o New England Patriots
    Após 20 anos e seis títulos do Super Bowl, Tom Brady deixa o New England Patriots | Foto: Divulgação

    Manaus - O New England Patriots, um dos principais times da Liga de Futebol Americano (NFL), acaba de perder o seu maior ídolo. Tom Brady, ou  o "marido da Gisele", anunciou, nesta terça-feira (17), o fim de uma era: o quarterback está deixando a franquia que defendeu por 20 anos e conquistou seis títulos do Super Bowl.

    Aos 42 anos, Tom Brady afirmou que vai continuar a carreira em outro time. Embora ainda não tenha sido revelado, especula-se que o próximo clube seja o Los Angeles Chargers ou o Tampa Bay Buccaneers.

    "Embora minha jornada no futebol vá continuar em outro lugar, eu agradeço tudo que alcançamos e sou grato pelas conquistas maravilhosas de nosso time", escreveu o QB no Instagram.

    O jogador, casado com a modelo brasileira Gisele Bündchen, também deixou uma mensagem direta aos torcedores do Patriots.

    "Amo sua lealdade com os nossos times e ganhar pela nossa cidade significa muito mais do que vocês possam imaginar. Sou abençoado de dividir isso com todos vocês", escreveu Brady.

    Fim de uma era

    Tom Brady chegou aos Patriots como a 199ª escolha do Draft de 2000, na 6ª rodada. Em parceria com Bill Belichick, foram seis títulos (Super Bowls XXXVI, XXXVIII, XXXIX, XLIX, LI, LIII), 15 recordes batidos e o título de MVP (Jogador Mais Valioso) da decisão em quatro oportunidades.

    Tom Brady chegou aos Patriots como a 199ª escolha do Draft de 2000, na 6ª rodada
    Tom Brady chegou aos Patriots como a 199ª escolha do Draft de 2000, na 6ª rodada | Foto: Divulgação

    Ao todo, de acordo com a ESPN, são 9.988 passes tentados como jogador dos Patriots e 63,8% de aproveitamento deles. Foram 541 lançamentos para touchdown e 179 interceptações sofridas na carreira. Além disso, são contabilizadas 74.571 jardas aéreas e 22 corridas à endzone.

    O quarterback se igualou a Jim Brown, Brett Favre e Johnny Unitas (atrás apenas de Peyton Manning) como o maior vencedor do prêmio de MVP da temporada. Além disso, tem recorde de finais (13) e de títulos (9) da Conferência Americana, é o jogador com mais títulos de divisão, com 17 e o primeiro quarterback a ser titular em todos os jogos da temporada regular aos 42 anos de idade.