Fonte: OpenWeather

    Campeonato Japonês


    Em meio ao Covid-19, Campeonato Japonês não terá rebaixamentos

    Federação Japonesa determina a suspensão dos rebaixamentos na 1ª divisão, em decorrência do Covid-19

    O presidente da J-League, Mitsuru Murai afirmou que a decisão foi tomada para encorajar os jogadores
    O presidente da J-League, Mitsuru Murai afirmou que a decisão foi tomada para encorajar os jogadores | Foto: Divulgação

    Manaus - Em meio à pandemia do Covid-19, que tem forçado a suspensão de todas as atividades exportivas mundo afora, a federação japonesa determinou, nesta quinta-feira (19), que nenhum clube da zona de rebaixamento em 2020 irá para a segunda divisão, mas times da segunda e terceira divisão ainda podem ser promovidos.

    De acordo com as informações dos jornais locais, reproduzidas inicialmente pelo Japan Times, todos os 56 times da Liga Japonesa concordaram com a decisão extraordinária, em uma reunião ocorrida horas antes do anúncio oficial. 

    O presidente da J-League, Mitsuru Murai afirmou que a decisão foi tomada para encorajar os jogadores, competindo sob circunstâncias difíceis, enquanto não forçam eventos fora de controle, como quarentenas ou partidas com portões fechados.

    "Terão muitos obstáculos no caminho e a competição pode não ser balanceada ou justa, mas nós queremos que o futebol continue. Há áreas com muitas infecções e áreas sem nenhuma, onde crianças estão voltando à escola. Alguns times podem conseguir jogar as partidas, mas outros não, o que interfere na integridade do torneio", afirma o presidente.

    Mitsuru Murai, presidente da J-League, anuncia que campeonato japonês não terá rebaixamentos em 2020
    Mitsuru Murai, presidente da J-League, anuncia que campeonato japonês não terá rebaixamentos em 2020 | Foto: Dan Orlowitz

    Em circunstâncias normais, dois times cairiam à segunda divisão, enquanto outros dois seriam promovidos, com uma terceira vaga a ser definida em um torneio mata-mata ao fim da competição, como uma forma de repescagem.

    "Alguns times poderiam enfrentar muitos jogos com portões fechados em primeira instância. Se jogarmos durante o período dos Jogos Olímpicos, alguns times podem perder jogadores importantes para as seleções nacionais", justifica Mitsuru.

    Ainda de acordo com a entrevista de Murai, os planos da federação incluem aumentar o número de times da primeira divisão para 20 times com os promovidos da J2, com os promovidos da J3 completando 22 times na segunda divisão. A temporada seguinte, em 2021, teria quatro times rebaixados da J1 e dois promovidos da J2, reequilibrando as divisões com 18 e 22 times, respectivamente.

    Para a temporada ser considerada válida, 75% das partidas deveriam ser disputadas, mas a federação já estuda a possibilidade de não contar com todos os jogos na temporada 2020. As partidas, que retornariam inicialmente no dia 3 de abril, terão nova data divulgada no próximo dia 25 de março.