Fonte: OpenWeather

    Brasileirão Série D


    Em meio a indefinições, Fast e Nacional aguardam por Brasileirão

    Os dois times amazonenses estão classificados para disputa da Série D e Pré-Série D, respectivamente

    Pela série D, Fast Clube e Nacional aguardam definição de calendário sem elencos
    Pela série D, Fast Clube e Nacional aguardam definição de calendário sem elencos | Foto: Leonardo Mota

    Manaus - Três times amazonenses confirmaram vaga no Campeonato Brasileiro em 2020. Além do Manaus, na Série C,  Fast Clube (Série D) e Nacional FC (pré-Série D) também garantiram o "calendário anual" e a chance de ascender no futebol nacional. Devido à Covid-19, no entanto, o torneio está suspenso e os clubes, a maioria sem condições de manter os jogadores, estão indefinidos até o momento.

    Na 12ª edição do Campeonato Brasileiro da Série D, o Fast Clube está no grupo A-1 e, de acordo com o novo formato da competição, enfrenta os adversários da região Norte. Todos jogam entre si em 14 rodadas, turno e returno, onde os quatro melhores avançam à fase de mata-mata.

    A fase de grupos estava prevista para começar no dia 24 de maio, mas a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) suspendeu todas as competições sob organização da entidade no Brasil. A medida visa diminuir o contágio do novo coronavírus, mas fez com que diversos clubes pequenos não tivessem condições de manter os elencos.

    | Foto: Divulgação

    Embora o vice-presidente do tricolor amazonense destaque que o "elenco está 80% montado para a disputa da Série D", o Fast publicou no Boletim Informativo Diário (Bid) da CBF, na última sexta-feira (24), a rescisão de contrato de 14 jogadores da equipe profissional. Entre eles, o atacante Luizão, um dos artilheiros do Campeonato Amazonense com seis gols.

    "A rescisão foi um acordo com os atletas, pois 90% do nosso elenco tinha o contrato se exaurindo neste mês. Com a decisão da CBF de isentar as taxas contratuais, conversamos individualmente com todos do elenco e foi acertado as respectivas rescisões. De outro modo, também ficou combinado que, assim que tivermos uma definição concreta a despeito do início da série D, vamos fazer um novo contrato com os atletas", esclarece o vice-presidente do Fast.

    O atacante Luizão foi o principal jogador do Fast no Barezão 2020, com seis gols marcados
    O atacante Luizão foi o principal jogador do Fast no Barezão 2020, com seis gols marcados | Foto: Divulgação

    Vale ressaltar que a medida de encerrar o contrato dos jogadores é comum em times interioranos ou de menor estruturação financeira. Embora em condições normais a prática não seja positiva para o desenvolvimento do clube de futebol, em tempos de crise é a saída encontrada para que os "pequenos" consigam sobreviver.

    A última participação do Rolo Compressor na série D do Brasileirão foi em 2019. Também no grupo A-1, desta vez com São Raimundo (RR), Barcelona (RO) e Rio Branco (AC). Como terminou a fase classificatória em segundo, atrás do time roraimense com nove pontos de 18 possíveis, o Fast foi eliminado na primeira fase.

    Fast busca volta por cima após ser eliminado na primeira fase do Brasileirão de 2019
    Fast busca volta por cima após ser eliminado na primeira fase do Brasileirão de 2019 | Foto: Leonardo Mota

    O novo formato da quarta divisão implica também na criação de um torneio pré-classificatório, onde o Nacional FC iria fazer a estreia contra o Ji-Paraná (RO) no próximo dia 3 de maio. A Pré-Série D reúne oito clubes, onde quatro avançam à fase de grupos após jogos de ida e volta, que inclusive estava prevista para os dias 9 ou 10 de maio, em Manaus.

    Em entrevista ao Em Tempo para demonstrar a situação atual dos clubes amazonenses centenários, o presidente do Leão da Vila Municipal, Nazareno Pereira, explicou que o time está "montado", mas todos os contratos estão suspensos e o clube espera a definição sobre a realização do torneio. "A gente não pode fazer nenhuma previsão sem indícios de datas", afirma.

    O Nacional FC teve uma temporada com muitas contratações (16), mas muitas críticas por não corresponder em campo
    O Nacional FC teve uma temporada com muitas contratações (16), mas muitas críticas por não corresponder em campo | Foto: Divulgação

    "A gente tinha uma espinha dorsal do clube, que era o time de 2019 que mantivemos praticamente nove jogadores e, por isso, conseguimos fazer um time bom para o Estadual de 2020, mesmo não indo além do nosso limite. O time está montado, os jogadores foram para casa, os contratos estão suspensos, então vamos aguardar a situação da CBF, porque pode estipular uma data para começar a Série D e a gente fazer previsões erradas", conta o mandatário do Leão.

    A última participação do Nacional FC na quarta divisão do futebol brasileiro foi em 2018, quando o time caiu no grupo A-3 - juntamente com os 'São Raimundos' do Pará e de Roraima, além do Real Desportivo (RO) - e terminou na liderança, com três vitórias, um empate e duas derrotas. Na fase seguinte, foi eliminado para o Altos (PI) mesmo vencendo por 4 a 2 a partida em Manaus, já que tinha perdido por 3 a 0 fora de casa.

    Nacional FC enfrentaria o Ji-Paraná (RO), fora de casa, no próximo dia 3 de maio
    Nacional FC enfrentaria o Ji-Paraná (RO), fora de casa, no próximo dia 3 de maio | Foto: Divulgação