Fonte: OpenWeather

    UFC 250


    Após adiamento, Ketlen Vieira não confirma presença no UFC 250

    Após a transferência do UFC 250 que seria em São Paulo, dia 9 de maio, para os EUA, em junho, Ketlen Vieira não confirma presença e aguarda volta de treinos para planejar futuras lutas

    Sem o UFC 250, Ketlen Vieira treina na casa da mãe, em Manaus, para manter a forma
    Sem o UFC 250, Ketlen Vieira treina na casa da mãe, em Manaus, para manter a forma | Foto: Reprodução/ Instagram @ketlenvieiraufc

    Manaus - A amazonense Ketlen Vieira não confirma presença no Ultimate Fighting Champioship (UFC) 250. O evento, que aconteceria dia 9 de maio, em São Paulo, teve de ser transferido para os Estados Unidos, no mês de junho, já que o Ginásio Ibirapuera, palco do evento, agora serve de hospital de campanha para apoio aos pacientes infectados pelo coronavírus. 

    Após conhecer a primeira derrota da carreira em dezembro de 2019, para Irene Aldana, Ketlen Vieira ganhou a chance de voltar aos dias de "Fenômeno" com a volta do UFC ao Brasil. Além dela, nomes como José Aldo, Rogério Minotouro e Mauricio Shogun também ficaram de fora do evento, previsto para o dia 6 de junho, nos Estados Unidos. Por outro lado, Amanda Nunes e Fabricio Werdum, brasileiros que moram "na gringa", estão confirmados até o momento.

    | Foto: Reprodução/ @ketlenvieiraufc

    "Não tem a mínima possibilidade de eu lutar desta forma. O UFC é um evento onde tem as maiores lutadoras do mundo e por isso eu preciso estar muito bem preparada. As academias precisam voltar às atividades normais, eu treino diversas modalidades como judô, jiu-jitsu, kick-boxing, boxe, tenho que fazer a preparação física e tudo isso se encontra fechado", explica a lutadora amazonense.

    Retorno a Manaus 

    Ketlen "Fenômeno" Vieira relata que voltou a Manaus assim que o coronavírus chegou ao Brasil, já que ela mora no Rio de Janeiro, onde tanto os primeiros casos, quanto o epicentro inicial da pandemia foram no sudeste do país. Ela também revela que o tamanho do apartamento em que mora, comparado ao quintal da casa da mãe, onde fica na capital amazonense, foi outro fator determinante para o regresso ao Norte.

    | Foto: Reprodução/ @ketlenvieiraufc

    "Aqui, na casa da minha mãe, tem um quintal onde posso treinar e no Rio, moro em um apartamento pequeno perto da academia. Estou treinando para manter o peso e um pouco do ritmo, não tem como treinar em alto rendimento e não tem como me preparar em uma luta no UFC, ou em qualquer evento, sem poder treinar. Preciso de pessoas, meninas com as mesmas características das minhas adversárias", destaca Ketlen.

    Planos para o futuro

    Com dez vitórias e apenas um revés no cartel, Ketlen chegou no UFC e rapidamente conseguiu quatro vitórias seguidas. Atualmente, ela, que já foi uma das top 5 do ranking peso-galo (61 kg) do UFC, está na sétima posição. Após confirmação da transferência da luta para os EUA, ela ressalta que não tem disputas marcadas para 2020, ainda sob incertezas com a pandemia.

    | Foto: Reprodução/ @ketlenvieiraufc

    "Eu iria lutar o 250 no Brasil e tinha em mente fazer no mínimo três lutas esse ano. A gente planeja uma por vez, não tem como me programar de lutar vários eventos porque nunca sabemos como vou sair após uma luta, se vou estar machucada, lesionada. A gente faz planos, mas quem dá a palavra final é Deus. Agora é aguardar normalizar, não tem como eu lutar se eu não treinar".