Torcida


Mais de 40 milhões de brasileiros torcem para mais de um time

Segundo pesquisa do Ibope Repucom, cerca de 41 milhões de pessoas vestem mais de uma camisa.

Pesquisa aponta que mais de 1/3 da torcida divide-se entre dois clubes
Pesquisa aponta que mais de 1/3 da torcida divide-se entre dois clubes | Foto: Divulgação/ Internacional

Torcer para mais de um clube de futebol não é raridade entre os brasileiros. Segundo pesquisa do Ibope Repucom, cerca de 41 milhões de pessoas vestem mais de uma camisa. Há ainda quem consiga multiplicar o coração de torcedor por mais cores.

Um exemplo é o maranhense Francisco da Costa Pires, que é flamenguista, mas não esquece o também rubro-negro Moto Club, da terra natal, e o bicolor (azul e branco) do Pará. “Sou Papão [Paysandu]. Morava no interior e meu povoado [Prainha, município de Cândido Mendes] tinha muita influência de lá”, lembra o mestre de obras que, por pouco, não chegou a torcer para outra equipe carioca: “Quando criança, a primeira camisa que ganhei foi do Vasco, mas depois veio outro presente, a do Flamengo, aquela branca com o escudo no meio, e acabei mudando”.

A pesquisa DNA Torcedor 2017 ouviu oito mil torcedores, sendo dois mil deles on-line. O levantamento conclui que 37% de aproximadamente 110 milhões de torcedores dividem a paixão clubística por dois. O trabalho aponta que o Nordeste concentra o maior número de pessoas nesta situação, quase metade (48%) dos 27,8 milhões de amantes do esporte na região.

Aos 61 anos, Sebastião Manoel da Silva conta que saiu adolescente da Paraíba para o Rio de Janeiro. O comerciante foi em busca de uma vida melhor e ficar perto do time que o fazia vibrar pelas ondas da Rádio Nacional, o Vasco da Gama, porém nunca deixou de torcer para o vermelho e preto de Campina Grande: “Sou de Guarabira que fica a 100 km de lá, por isso também torço por eles, mas meu primeiro time é o Vasco”.

Entre os clubes com mais simpatizantes, a segunda opção do torcedor estão o América de Minas Gerais (93%), o Londrina-PR (90%) e a Chapecoense (SC). Na ponta contrária, a dupla Grêmio e Internacional aparece com 14% de chances em dividir o coração com algum torcedor.