Fonte: OpenWeather

    Campeonato Carioca


    Campeonato Carioca treina retorno sem aval de Botafogo e Fluminense

    Reunião indica retorno do Campeonato Carioca com aval da Prefeitura, mas Botafogo e Fluminense são contra; Jair Bolsonaro estará na reabertura

    O último jogo do Campeonato Carioca ocorreu no dia 16 de março
    O último jogo do Campeonato Carioca ocorreu no dia 16 de março | Foto: Lucas Merçon/ Fluminense FC

    Depois de três meses de paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a volta do Campeonato Carioca 2020 tornou-se um impasse. Liderados pela Federação de Futebol do Estado do Rio (Ferj), os dirigentes dos 12 clubes reuniram-se mais uma vez e deixaram encaminhado Flamengo x Bangu na próxima quinta-feira (18).

    O encontro começou no final da tarde de segunda-feira (15), seguiu até a madrugada de hoje (16) e ainda será retomada logo mais à noite, a partir das 20h (de Brasília). Foram quase sete horas de debate em busca de um consenso entre os clubes, que não foi alcançado.

    Além disso, o caso pode parar na Justiça. Fluminense e Botafogo defendem o retorno em julho e ainda não começaram os treinos presenciais. O presidente do Botafogo, Nelson Mufarrej Filho, não escondeu o descontentamento. Ainda ontem, o Ministério Público reforçou a recomendação para que a competição só recomece em condições específicas.

    “É uma decisão de profunda desconexão com a realidade. Infelizmente, a maioria dos clubes no Arbitral entendeu ser o momento de voltar a disputar jogos, a despeito do cenário caótico vivenciado. Fomos contrários. Além disso, a preparação física, após longo período sem contato com bola, precisa de um trabalho adequado. Acionei o Departamento Jurídico assim que acabou o Arbitral. O Botafogo vai buscar defender os seus interesses, caso as datas apresentadas sejam confirmadas. O futebol impacta sobremaneira a vida das pessoas e a mensagem para a sociedade que se deveria passar, neste momento, não é de competição ou disputas", afirma Mufarrej.

    Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, afirmou na manhã desta terça-feira (16), que o presidente Jair Bolsonaro estará presente no retorno. "O presidente Bolsonaro prometeu que vem ao Maracanã nesta quinta-feira para acompanhar Flamengo x Bangu. Então, não vai ser estádio vazio, o presidente Bolsonaro disse que vai ver o jogo", afirmou.

    Segundo o boletim da Secretaria Estadual de Saúde, divulgado na noite da última segunda-feira (15), há 80.946 casos confirmados e 7.728 óbitos por covid-19 no estado do Rio de Janeiro. O último jogo do Campeonato Carioca ocorreu no dia 16 de março, com a vitória do Madureira, por 2 a 1, sobre o  Volta Redonda.

    “Ainda que sem público nas praças esportivas, na atual ‘situação de emergência em saúde’ em que se encontra o Município do Rio de Janeiro, diante do congraçamento típico dos eventos desportivos, fatalmente incentivará a aglomeração de pessoas no entorno dos estádios e a quebra das regras de isolamento social e de prevenção à covid-19”, diz a nota oficial do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ), recomendando à Ferj, à Prefeitura e ao governo estadual que não retomem o Carioca.