Fonte: OpenWeather

    Futebol


    Federação faz mudanças, mas mantém rebaixamento no Paulistão 2020

    Apenas datas das partidas, de registro e de inscrição de atletas foram modificadas

    Campeonato Paulista retorna no dia 22 de julho
    Campeonato Paulista retorna no dia 22 de julho | Foto: Ivan Storti/Santos FC

    São Paulo - Após uma reunião com os 16 clubes que disputam a Série A1 do Campeonato Paulista 2020, a Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgou uma nota nesta quinta-feira (9) em que cita mudanças envolvendo novos atletas e as datas das futuras partidas. Entretanto, mesmo com a suspensão da competição devido a pandemia de coronavírus, a possibilidade de rebaixamento foi mantida no Paulistão. 

    Sem jogos desde o dia 16 de março, o Paulistão está previsto para retornar no dia 22 de julho, mas com portões fechados - condição imposta pelo Governo de São Paulo. Por meio de vídeo conferência, a FPF e os clubes decidiram que a nova data limite para registro de atletas é 20 de julho. Já a inscrição de novos jogadores foi ampliada até 21 de julho. 

    Ao manter o regulamento específico do campeonato, a Federação mantém os rebaixamentos no Estadual. Se o torneio acabasse nesta quinta, cairiam para a Série A2 (segunda divisão) Ponte Preta e Botafogo de Ribeirão Preto.

    Conforme a FPF, somente o Botafogo pediu adiamento do reinício do Estadual e se manifestou contra a adequação nas datas de registro e inscrição. 

    O retorno

    O Paulistão volta para conclusão das duas últimas rodadas da primeira fase e a disputa do mata-mata. No total, são seis datas e 24 jogos até o término do torneio, previsto para 8 de agosto. 

    Para permitir o reinício da competição, o governo paulista determinou que as partidas fossem disputadas somente em cidades situadas na terceira das cinco fases de flexibilização da quarentena no estado (a amarela). Até agora, somente a capital e parte da região metropolitana estão nesta fase. A cada 15 dias o governo reavalia as etapas, conforme o avanço nas ações de combate à Covid-19.

    No comunicado desta quinta, a FPF diz que “com a constante atualização das cores das regiões, os locais e horários das partidas serão definidos nos próximos dias e comunicados oficialmente”. Atualmente, das 17 regiões de São Paulo, 10 estão na fase vermelha, considerado o maior grau de restrição.

    Ainda segundo a nota, o custo de transporte e hospedagem de times que não puderem atuar em suas cidades serão pagos pela FPF, caso os clubes solicitem esta medida.

    Leia Mais

    Ex-jogador diz que se afastou de 90% da família que votou em Bolsonaro

    Sabe que dia é hoje? Há seis anos Brasil perdia por 7 a 1 na Copa

    Fast Clube anuncia contratação de ex-jogador do Nacional FC