Brasileirão


São Paulo garante empate contra o Santos e assume vice-liderança

Marinho marcou gol de falta e deu o empate ao Santos

Marinho marcou de falta no segundo tempo e deu empate ao Santos
Marinho marcou de falta no segundo tempo e deu empate ao Santos | Foto: Ivan Storti/Santos FC

Brasil - O São Paulo empatou em 2 a 2 com o Santos e assumiu, temporariamente, a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, com 18 pontos, neste sábado (12). O Tricolor ficou perto da vitória, mas o Peixe empatou no final com um golaço de falta de Marinho.

Mesmo jogando fora de casa, a equipe comandada pelo técnico Fernando Diniz apresentou uma proposta de jogo ofensiva, pressionando a saída de bola dos adversários, tentando forçar erros. Já a equipe do técnico Cuca apresentava muitas dificuldades para criar oportunidades, e criou suas melhores chances de marcar em jogadas de bola parada.

Novato brilha no São Paulo

Com este panorama, o São Paulo não demorou a abrir o placar. Logo aos 7 minutos, a defesa santista vacila na saída de bola e o garoto Gabriel Sara consegue roubar de Luan Peres e ficar na cara do goleiro João Paulo, que nada pôde fazer na finalização, colocada, do camisa 42.

Com a desvantagem no marcador, o Santos até tenta sair mais para o jogo, mas sofre muito com a pouca efetividade do seu meio de campo, o que obriga o goleiro João Paulo a fazer ligação direta da defesa para o ataque com chutões.

Assim, as chances de gol minguam, aparecendo mais em cobranças de falta e escanteio. E é justamente em um lance deste que o empate sai. O meia uruguaio Carlos Sánchez cobra escanteio e o lateral Madson finaliza de cabeça para vencer o goleiro Tiago Volpi. 1 a 1 no marcador aos 29 minutos.

Mas o São Paulo continuava melhor. E o Tricolor volta à vantagem no placar ainda na etapa inicial, aos 37 minutos. Gabriel Sara volta a marcar, após escorar, de primeira, cruzamento de Igor Vinícius.

Gol de falta de Marinho

No segundo tempo o jogo fica mais igual, mas o Santos ainda tem dificuldades de articular jogadas. O técnico Cuca então promove a entrada do atacante Marinho, que inicia no banco por questões físicas. Ele substitui o uruguaio Carlos Sánchez.

O camisa 11 entra em campo e, cinco minutos depois, o confronto é interrompido após alguns refletores da Vila Belmiro apagarem. Após 17 minutos de interrupção, a partida retorna, com as luzes funcionando novamente.

Um minuto depois, Marinho tem sua primeira boa participação, ao puxar contra-ataque e ser derrubado na entrada da área. O camisa 11 vai então para a cobrança e iguala o marcador com uma pancada.

Este é o sétimo gol do atacante na atual edição do Brasileiro.

Os times ainda tentaram alguma coisa nos minutos finais, mas a igualdade acabou perdurando até o fim.

Leia mais: 

Athletico (PR) leva melhor sobre Coritiba e deixa o rival na 'zona'

De Manaus a Boa Vista, ciclistas encaram desafios da BR-174