Maratona


Amazonense ultramaratonista nada de Ilha Grande até Angra dos Reis

Vitor fez o percurso de 13 quilômetros da prova em 3 horas 56 minutos e 31 segundos, e terminou na nona colocação, na categoria geral

 

| Foto: Divulgação

Manaus –  O ultramaratonista aquático amazonense Vitor Gadelha, de 23 anos, participou da terceira edição aquática Fuga da Ilha Grande, neste domingo (23). O evento contou com atletas de todo o País. A largada foi na Ilha Grande, com chegada em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

Gadelha contou um pouco sobre este desafio  em alto mar. “Vinha me sentindo bem na prova. Estava segurando o top cinco, top seis, logo no início da prova. Com mais ou menos três horas de prova entrou uma corrente (marítima) bem forte e aí foi quando acabei ficando um pouquinho para trás, devido ao cansaço. Estava fazendo um grande esforço, mas a prova foi excelente, uma prova muito bacana. A Ilha Grande é maravilhosa! Foi muito bacana poder estar participando deste evento. Uma prova muito bem organizada, uma prova que vale muito a pena ser feita”, festejou o amazonense.

Próximo desafio

Vitor já tem um próximo desafio em mente: fazer os 48k em Ilha Grande, na categoria revezamento. “Este novo desafio está previsto para acontecer em 2021, e com certeza vai uma belíssima prova”, diz o nadador, que tem no currículo ultramaratonas como a 14 Bis, do Leme ao Pontal, além da ultramaratona de Capri-Napoli, na Itália.

Em 25 de setembro deste ano, Vitor fez história ao se tornar o primeiro atleta a concluir o desafio de 18k do Amazon Challenge, quando nadou da praia do Tupé a praia da Ponta Negra, em Manaus. O atleta também foi pioneiro no percurso de 30k, saindo da praia do Açutuba até a praia da Ponta Negra.     

*Com informações da assessoria

Leia Mais:

Tênis de mesa: Hugo Calderano dá adeus ao ITTF Finals

Jogos retornam e casos de Covid aumentam entre atletas do Brasil

Racismo no esporte: uma luta que vai além da disputa títulos