Fonte: OpenWeather

    O Adeus de uma lenda


    Aglomerações e protestos contra a polícia marcam velório de Maradona

    Ao fim do velório, um cortejo será realizado pela cidade de Buenos Aires, para que os fãs possam se despedir, mesmo que de longe, da lenda do futebol argentino

    Conflitos, aglomerações e insatisfação dos fãs moveram o velório de Diego Maradona
    Conflitos, aglomerações e insatisfação dos fãs moveram o velório de Diego Maradona | Foto: Getty Images

    O velório de Diego Maradona foi marcado por diversos confrontos de torcedores com a polícia e aglomerações, em Buenos Aires. Milhões de pessoas se dirigem a "Casa Rosada", sede do governo argentino, para se despedir de Maradona, o fluxo de pessoas não agradou parte da população.

    Para tentar respeitar o desejo da família de que a despedida não se estenda pela noite, a polícia local decidiu fechar a fila na Avenida 9 de julho, a poucos quilômetros da Casa Rosada, por volta das 14h, duas horas antes do horário previsto para o corpo deixar o local.

    O fechamento causou revolta na multidão que aguardava para tentar chegar ao local do velório. Após a confusão, a família de Maradona estendeu o velório até às 19h desta quinta-feira (26). 

    Após os policiais tentarem dispersar os fãs que entravam na longa fila, que se estendia por mais de 25 quarteirões. Torcedores começaram a jogar objetos, como garrafas, em protesto por não poderem se aproximar da Casa Rosada, onde está sendo realizado o velório.

    A argentina ainda está de quarentena, devido a pandemia de coroanavírus, escolas estão fechadas e o transporte público está reservado apenas para prestadores de serviços essenciais.

    Mesmo com as restrições, o governo argentino abriu para até um milhão de pessoas irem ao local para se despedirem de Maradona.

    O número de fãs gerou comentários e desaprovação por parte da população. 

    "Conheço gente que não conseguiu velar um parente porque não podemos circular dentro do próprio país, mas estão permitindo que milhares se tumultuem na Casa Rosada. É um desastre" disse em entrevista, um funcionário de um estabelecimento próximo a Casa Rosada

    *Com informações do Globo Esporte

    Leia mais: 

    Mundo dá adeus ao ídolo do futebol Diego Maradona 

    Grêmio finaliza preparação para jogo das oitavas de final  

    Manaus FC lança ingresso virtual para jogo contra o Remo