Fonte: OpenWeather

    Mudanças nos uniformes


    Seleção Feminina retira estrelas dos uniformes oficiais

    A partir do uniforme 2020, todos os futuros modelos seguirão o padrão, até que a seleção conquiste uma Copa do Mundo

    A seleção estrou o novo uniforme contra o Equador
    A seleção estrou o novo uniforme contra o Equador | Foto: Nike/Divulgação

    A Seleção Brasileira Feminina retirou do uniforme oficial as estrelas conquistadas pela equipe masculina. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informou que as mudanças para o uniforme 2020 vão permanecer, mas as estrelas não farão parte da camisa. 

    A CBF e a patrocinadora e fabricante dos uniformes, Nike, optaram pela retirada. Com isso, elas buscam inspirar garotas e mulheres de todas as idades, que buscam viver do futebol, a se dedicarem a colocar uma estrela no escudo da amarelinha. 

    "Remover as estrelas da camisa é uma mensagem impactante e forte por si só, por isso, nosso foco será explorar o papel da seleção na imaginação de todas que sonham em vestir a amarelinha. O time feminino do Brasil pode não ter uma estrela na camisa, mas as suas conquistas são históricas e dignas de serem celebradas", disse a coordenadora de seleções da CBF, Duda Luizelli.

    A seleção feminina ainda não conquistou uma Copa do Mundo, mas tem vários outros títulos importantes no futebol, sendo sete vezes campeã da Copa América, conquistando a taça de forma invicta por seis vezes. As conquistas continuam com três Pan-americanos, três Jogos Mundiais Militares e sete Torneios Internacionais de Futebol Feminino. 

    A atacante Debinha, de 29 anos, achou positiva a alteração nos uniformes e comentou sobre a mudança

    "A retirada das cinco estrelas é um grande passo para nós mulheres que amamos o futebol. Valorizamos de mais o peso da camisa mais respeitada do mundo, mas  escrevemos nossa própria história. Enaltecer as nossas conquistas é fortalecer o futebol feminino" disse

    Debinha é um dos destaques da seleção brasileira, e vista pela própria Marta, como sua sucessora na equipe. 

    As estrelas que ficavam a cima do escudo eram assunto recorrente entre torcedores. Havia quem apoiasse o uso e outros que reclamavam que as conquistas deveriam ficar limitadas somente ao escudo do uniforme masculino.

    "Eu via muitos comentários, muitas pessoas que falavam dessa questão, porque era como se a gente carregasse uma coisa que não conquistou. A gente vai conquistar nossa estrela, vamos carregar a estrela que formos conquistar. Acho que isso é muito legal e vamos nos sentir mais confortáveis com essa situação" relatou Andressinha, meio-campista da Seleção

    Além dos títulos conquistados, a seleção brasileira feminina é considerada a melhor da américa do sul, pelo Ranking Fifa e tem a maior jogadora de futebol da história, Marta, sendo coroada com melhor do mundo por seis vezes.

    A Seleção Feminina se prepara para os jogos olímpicos de Tóquio, entre julho e agosto de 2021, onde terão a oportunidade de trazer o ouro pela primeira vez, depois de duas pratas, nas olimpíadas de Sydney em 2004, e Pequim 2008. 

    Os amantes do futebol, e principalmente as mulheres que amam o esporte, esperam que em breve, a equipe possa colocar uma estrela no escudo da canarinha. 

    Leia mais:

    Botafogo Demite Ramón Díaz e Eduardo Barroca assume a equipe 

    Jogando no Castelão, Fortaleza fica no 1 a 1 com o Goiás 

    Fast Clube contrata Régis, o lateral-direito que jogou no São Paulo