Fonte: OpenWeather

    Olimpíadas


    Olimpíadas: pela primeira vez, revezamento da tocha pode ser suspenso

    O revezamento da tocha mais contido, que começará em 25 de março e percorrerá o Japão, será transmitido ao vivo

     

    Organizadores ainda não decidiram se realizarão o revezamento em Tochigi, agendado inicialmente para o final de março
    Organizadores ainda não decidiram se realizarão o revezamento em Tochigi, agendado inicialmente para o final de março | Foto: Reuters

    O comitê organizador da Olimpíada de Tóquio disse nesta quinta-feira (25) que pode suspender o revezamento da tocha olímpica se grandes aglomerações aumentarem os riscos de infecção do novo coronavírus (covid-19).

    O revezamento da tocha mais contido, que começará em 25 de março e percorrerá o Japão, será transmitido ao vivo para evitar ajuntamentos nas ruas, disse Yukihiko Nunomura, executivo sênior da Tóquio-2020, em uma entrevista coletiva.

    Ele disse que os organizadores ainda não decidiram se realizarão o revezamento em Tochigi, agendado inicialmente para o final de março, porque a região pediu que atividades ao ar livre desnecessárias sejam evitadas durante a pandemia.

    "Se por acaso alguma aglomeração densa acontecer nas ruas, o revezamento da tocha pode ser detido, já que priorizamos a segurança e a proteção", disse Nunomura.

    Leia mais:

    Semifinais: Penarol se classifica com uma rodada de antecedência

    Flamengo joga por título e jejum de 8 jogo sem vencer o São Paulo