Fonte: OpenWeather

    Rugby em Manaus


    Conheça os 'Arawak': o time que promove a prática do Rugby no Amazonas

    Apesar de recente, o time já participou de diversas competições e em especial circuitos feitos na região Norte do Brasil, como o Roraima Sevens, Amazon Sevens e a Taça Baré

     

    O Rugby é um esporte que exige muita resistência, estratégia e habilidade dos seus jogadores
    O Rugby é um esporte que exige muita resistência, estratégia e habilidade dos seus jogadores | Foto: Divulgação

    Manaus – O time feminino Arawak Rugby, que nas línguas indígenas ameríndias significa ‘comedores de farinha’, foi criado e fundado por mulheres no dia 8 de março de 2014, após emancipação do time Guerreiros Korubos. Segundo a presidente, treinadora e capitã do Arawak, Gabrielle Lopes, o esporte precisa de mais apoio em Manaus para evoluir e ser difundido. Em 2021, completa 7 anos de existência. 

    O Rugby é um esporte que exige muita resistência, estratégia e habilidade dos seus jogadores. Visto por muitos como muito semelhante ao futebol americano, seu objetivo é fazer um try, que consiste em passar a bola através da linha de fundo e encostá-la no chão, o lance que vale mais pontos no jogo. Este esporte deve jogado com uma bola oval e pode ser conduzido com as mãos ou os pés. 

    Sua origem data oficialmente do ano de 1823, na Inglaterra. Aqui no Amazonas começou em meados da década de 1990, com o primeiro time masculino, o Grupo de Rugby da Universidade do Amazonas (GRUA), filiado a Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

    Anos depois, após eventos importantes no meio, como a 1ª Copa Norte e até participações na, agora extinta desde 2013, Copa Brasil de Rugby, outros times foram surgindo como o Arawak Rugby.

     

    Arawak Rugby foi fundado em março de 2014
    Arawak Rugby foi fundado em março de 2014 | Foto: Divulgação

    “O Rugby na cidade ainda é invisível para muitos. As pessoas desconhecem e até mesmo criam uma ideia errada sobre o esporte quando convidadas a participar, principalmente por existir muito contato físico”, lamenta Gabrielle. 

    Dificuldades no esporte

    Por se tratar de um time feminino, a presidente do Arawak conta que ainda existe a desvalorização por parte do público e de outros jogadores. “Somos muito subestimados, mesmo que atualmente tenhamos um time feminino e masculino de 'Seven', sempre estamos superando desafios", conta. Lopes afirma ainda que apesar de o time ser jovem, é persistente e guerreiro mesmo a frente desvantagens.

     

    Time procura manter rotina de treinos para melhorar cada vez mais o desempenho
    Time procura manter rotina de treinos para melhorar cada vez mais o desempenho | Foto: Divulgação

    Apesar de recente, o time já participou de diversas competições e em especial circuitos feitos na região Norte do Brasil, como o Roraima Sevens, Amazon Sevens e a Taça Baré, onde foram enviados jogadores da equipe para compor times para o campeonato, que tinha participação de outros estados.

    De acordo com a Centro do Arrawak, Kamila Pantoja, o esporte já foi mais difundido do passado, porém longe do necessário, o que dificulta até mesmo os treinos. “O espaço que sempre foi utilizado pelo time pela falta de campo era a praia da Ponta Negra e quando conseguíamos também uma vaga no CSU do Parque 10”, relembra. Para deixar o time ainda mais forte, os treinos são realizados três vezes por semana.

    Habilidade e força 

    Sendo um esporte de contato forte e onde o trabalho de equipe é mais importante que a individualidade, o Rugby traz consigo lições valiosas para o dia a dia, com uma sociabilização saudável. A modalidade, que usa as mãos e raramente tem chutes na bola, segue um código de ética baseado em cinco valore que são fielmente seguidos e se resumem na sigla DRIPS (Disciplina, Respeito, Integridade, Paixão e Solidariedade).

     

    Esporte é conhecido por seu trabalho intenso do condicionamento físico
    Esporte é conhecido por seu trabalho intenso do condicionamento físico | Foto: Divulgação

    A prática do esporte melhora os sistemas cardiovascular e cardiorrespiratório, aumenta a força dos membros inferiores e potência dos membros superiores. O esporte desenvolve a musculatura profunda, regula o sistema nervoso autônomo melhora capacidades necessárias para a coordenação. Além de benefícios físicos sentidos pelos jogadores, o Rugby também lhes trouxe para a vida uma possibilidade sonhos.

    O jogador ponta do time masculino, Gustavo Farias, conheceu o esporte há três anos ao acompanhar um dos treinos por acaso. Quando percebeu já estava praticando e conquistou uma taça representando o time.

    “Como pratico atletismo, fiquei sabendo que estava acontecendo treino de Rugby na Vila Olímpica e fiquei curioso em conhecer. Depois que comecei a praticar me apaixonei pelo esporte e representando meu time tive uma conquista na taça da 'Amizade' que foi um campeonato criado entre os Guerreiros Korubos e Macuxi Rugby da cidade de Boa Vista”, relembrou. 

     

    Jogadores firmam paixão pelo esporte mesmo com inúmeras barreiras
    Jogadores firmam paixão pelo esporte mesmo com inúmeras barreiras | Foto: Divulgação

    Sendo um grande admirador das equipes da África do Sul, Gustavo sonha em vencer grandes competições. “Eu sonho em um dia participar de um campeonato mais importante representando uma camisa, como por exemplo, da seleção ou participar do campeonato de 'Pequi' que é um dos grandes no Brasil”, diz. 

    Leia mais

    Comemora nação: Flamengo é bicampeão do Brasileirão 2020

    Manaus vence e vai enfrentar o Fast nas semifinais

    Olimpíadas: pela primeira vez, revezamento da tocha pode ser suspenso