Fonte: OpenWeather

    Elas no esporte


    Elas vencem no esporte: conheça mulheres que conquistam os pódios

    No mês da mulher, profissionais do esporte e atletas femininas compartilharam sua trajetória e incentivam outras mulheres

     

    Ketlen Vieira, lutadora de MMA e UFC é uma das maiores referências femininas no esporte amazonense
    Ketlen Vieira, lutadora de MMA e UFC é uma das maiores referências femininas no esporte amazonense | Foto: Divulgação

    Manaus – Mulheres no esporte local demonstram diariamente que mesmo sendo alvo de críticas em qualquer situação profissional, conseguem conciliar responsabilidades como cuidar dos filhos, atividades domésticas, serem bem sucedidas na profissão e conquistarem o espaço que sempre sonharam. Conheça mulheres que "fazem acontecer" e sobem nos pódios, sendo eles em competições e na vida. 

    Na Educação Física, por exemplo, a necessidade se trabalhar o corpo na profissão atrelado a constante sexualização da mulher se torna uma dificuldade a mais, segundo nos conta a Personal Trainer, Rosa Bonfim.

    “Nesta profissão onde trabalhamos e expomos nosso corpo, é lógico que surgiram (em minha trajetória) diversos tipos de assédio, moral e sexual. Porém, nunca dei ouvidos a isso, quebrei barreiras, insisti, me especializei. Segui em frente para conquistar meu lugar”, relembrou. 

     

    Rosa Bonfim iniciou carreira em uma época em que a presença da mulher no esporte era questionada
    Rosa Bonfim iniciou carreira em uma época em que a presença da mulher no esporte era questionada | Foto: Divulgação

    A profissional, com 54 anos hoje, conta que iniciou seus estudos na década de 1990. Época em que ainda não havia um debate maior sobre feminismo, igualdade e empoderamento. Diferente do esperado, ela não se deixou abalar pelas críticas, por vezes vindas de homens, e continuou a persistir justamente por encontrar forças em outras mulheres.

    “No início da minha jornada escolhi o nicho de trabalhar com mulheres que não gostavam de exercícios, eram mães, donas de casa e trabalhadoras que somente pensavam nos outros e nunca em sua saúde física e mental. Assim que vi essas mulheres maravilhosas se transformando, me deu forças para continuar”, afirmou em entrevista. 

     

    Com uma trajetória marcada por barreiras sociais, seu sucesso se deu pela perseverança
    Com uma trajetória marcada por barreiras sociais, seu sucesso se deu pela perseverança | Foto: Divulgação
    "

    “Depois de mais de 30 anos de profissão, vejo aquela menina no início de sua carreira, cheia de dúvidas e medos, mas que alcançou o reconhecimento de seu trabalho. Às mulheres digo: tenham coragem e deem o primeiro passo, o importante é começar” "

    Rosa Bonfim, Personal Trainer

     

    Hoje, mãe de uma jovem de 16 anos, a personal trainer se considera uma mulher realizada por meio do esporte, mas ainda com muito a conquistar, principalmente para motivar outras mulheres. Ela deseja mostrar que com perseverança se pode chegar exatamente onde sempre sonhou estar.

    Infância de luta à referência no futsal do AM

    Dentro das quadras, as mulheres manauaras são destaque de representatividade e talento. A atual presidente da Federação Amazonense de Futsal (FAF), Andreza Azevedo, é uma mulheres com trajetórias que mais inspira jogadoras profissionais e jovens que sonham em entrar no meio esportivo. 

    Já na adolescência, se interessou em cursar Educação Física, tendo como principal inspiração a mãe, que segundo ela, foi uma grande guerreira. "Ela até hoje é o meu exemplo, pois mesmo após perder meu pai quando eu tinha cinco anos, ficou sozinha com os filhos e priorizou sempre a nossa educação”, contou emocionada.

     

    Presidente já atuou como atleta e árbitra
    Presidente já atuou como atleta e árbitra | Foto: Divulgação

    Também professora, ela relembra que por vezes pensou em desistir, justamente ao perceber que o sexo oposto parecia se sobressair no esporte mesmo com seus esforços. No entanto, quando finalmente conseguiu cada uma de suas conquistas, percebeu que essa a chamada "fragilidade feminina" era algo mais enraizado na sociedade do que a realidade das próprias mulheres.

    “Sou prova de que podemos conseguir e conquistar o lugar que queremos. Sou mãe, dona de casa, leciono e ainda sou presidente de uma Federação da modalidade em que os homens são adeptos em maior número, futsal”, reafirmou. 

     

    Como presidente da Federação, seu objetivo é ser exemplo para toda uma nova geração
    Como presidente da Federação, seu objetivo é ser exemplo para toda uma nova geração | Foto: Divulgação

    Com anos de profissão e uma extensa carreira, Andreza Azevedo hoje se considera uma mulher resolvida de todas as forças, além de ser capaz de contribuir para a sociedade de várias formas. Já foi atleta, árbitra, presidente de uma federação, mãe e professora. Alguém que se orgulha da própria história, “Sigam em frente, a luta é árdua, mas se determinarmos algo em nossa vida, tenha certeza que você pode chegar ao topo”, diz a todas as atletas e futuras esportistas do Amazonas.

    "

    “Não foi fácil, mas claramente o esporte mudou a minha vida, abracei todas as oportunidades e consegui ser reconhecida. A sensação que tenho é de gratidão”. "

    Andreza Azevedo, Presidente da Federação Amazonense de Futsal (FAF)

     

    Do Amazonas para o mundo

    No mundo dos esportes corpo a corpo, onde golpes intensos, força e estratégias de luta são a chave para o sucesso, as mulheres têm se tornado cada vez mais vitoriosas. A atleta profissional de MMA e lutadora de UFC, Ketlen Vieira, de 26 anos tem uma jornada muito diferente, seja pelo próprio esporte ou por fazer parte de uma nova geração de mulheres.

     

    Ketlen Vieira (à esquerda) foi competir no mundial de UFC
    Ketlen Vieira (à esquerda) foi competir no mundial de UFC | Foto: Divulgação

    Ela conta que nunca sentiu dificuldades por ser mulher, pois considera que hoje em dia ver mulheres na luta é algo mais comum. No entanto, reconhece que há anos isso não era uma realidade.

    “Em alguns momentos, é claro que a gente pensa que não vai ser capaz de algo, na verdade, são mais as pessoas que não sabem de nossas guerras, batalhas e bandeiras defendidas. Mas, estamos sempre treinando, superando barreiras, limites e nos sentindo capazes”, disse.

    No dia a dia, Ketlen Vieira conta que ao invés de ver mulheres frágeis, percebe justamente o contrário.

    “Tenho várias amigas que mesmo sendo mães e tendo várias responsabilidades, mantiveram o foco e conseguiram continuar. É isso que nós temos: foco, por isso muitos professores preferem treinar mulheres a homens, pois dizem que elas têm mais foco”, afirmou a atleta. 

     

    Hoje na sexta posição do ranking nacional, ela treina para ser a primeira
    Hoje na sexta posição do ranking nacional, ela treina para ser a primeira | Foto: Divulgação
    "

    “Nunca desista dos seus sonhos, brilhe, lute, porque um campeão é aquele que nunca desistiu na vida. Somos guerreiras por natureza" "

    Ketlen Vieira, Atleta profissional de MMA e lutadora de UFC

    Ketlen entrou no MMA com o objetivo de ser a primeira mulher amazonense a ir para o UFC e conseguiu. Hoje ela é a sétima colocada no ranking mundial. “Quero sempre mais e espero ser a número um, a campeã”, reitera.

    Inspiração na história feminina

    A atual presidente da Federação Desportiva de Atletismo do Estado do Amazonas, Marleide Borges, conta que sua jornada começou aos 11 anos de idade por meio do atletismo, onde anos depois se capacitou como profissional em Educação Física e se estabeleceu como referência no meio. Ela se tornou sua grande inspiração.

    “Me espelhei nas mulheres que nos proporcionam termos nossos direitos, como participar de eventos esportivos, direito de voto e outros”, conta.

     

    Presidente da FEDAEAM se espelha na trajetória de inúmeras mulheres
    Presidente da FEDAEAM se espelha na trajetória de inúmeras mulheres | Foto: Divulgação

    Tendo como base a história de muitas mulheres, principalmente no meio do esporte, Borges é apoiadora da causa feminista e usa sua própria trajetória para inspirar outras mulheres a buscar seus sonhos.

    “O esporte é a inspiração na minha vida, minhas conquistas como atleta e profissionalmente, vieram através de muito esforço e hoje transmito para meus alunos, formando atletas e cidadãos”, orgulha-se.

     

    Ela treina e sempre busca ser inspiração para jovens atletas
    Ela treina e sempre busca ser inspiração para jovens atletas | Foto: Arquivo Pessoal

    Para ela, em um contexto social em que o machismo tem sido debatido com mais frequência, é hora de usar várias ferramentas para mostrar que as mulheres são de fato capazes, longe do que até hoje ainda é difundido.

    “Lugar de mulher é onde ela merece estar, na sua capacidade de exercer funções. Somos capazes de ser melhores do que somos. A chave é sermos independentes, em todos os sentidos”, finalizou. 

    Leia mais

    Cuca é o novo treinador do Atlético-MG e substitui Sampaoli

    Após preocupações, Chefe de Tóquio quer reacender paixão por Olimpíada

    Técnico Lisca (América-MG) pede pausa do futebol por conta da pandemia