Fonte: OpenWeather

    Ciclismo


    Kacio Freitas volta a competir após provar inocência em antidoping

    O atleta do ciclismo foi liberado para competições nacionais e internacionais após comprovar inocência em exame antidoping durante os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, em 2019

     

    Com a liberação da UCI, o mineiro está apto para voltar às competições
    Com a liberação da UCI, o mineiro está apto para voltar às competições | Foto: Divulgação

    A União Ciclística Internacional (UCI) confirmou a liberação do mineiro Kacio Freitas, de 26 anos, para voltar às competições nacionais e internacionais. Kacio foi flagrado no exame antidoping durante os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, realizado em agosto de 2019. 

    Ele conta que foram quase dois anos de ansiedade para provar a inocência no caso. Após análises, foi considerado que o resultado adverso teve como causa a ingestão de suplementos contaminados pela farmácia de manipulação

    “Estou me sentindo aliviado por ter comprovado a ausência na intenção de ingerir qualquer tipo de substancia proibida. E, após ter enviado todos os documentos e informações necessárias para a UCI, minha equipe de apoio e meu advogado procederam a uma cuidadosa investigação dos fatos”, explica Kacio.   

    Com a liberação da UCI, o mineiro está apto a voltar a fazer o que mais ama na vida, que é treinar e competir em alto nível. 

    “Desde o início sempre tive a certeza que tudo seria esclarecido. De qualquer forma, mesmo com a decisão da UCI, tenho plena consciência de minha responsabilidade sobre tudo aquilo que entra no meu corpo. Essa situação servirá de lição para ampliar ainda mais os cuidados com minha alimentação. Além disso, tomarei todas as medidas legais para responsabilizar a farmácia que manipulou minha suplementação”. 

    O pentacampeão brasileiro aproveita para agradecer as pessoas que sempre estiveram ao seu lado e o apoiaram. 

    “Agradeço imensamente o carinho da minha família, amigos e pessoas que acreditaram em mim e permaneceram ao meu lado nesse período tão difícil. Em especial à Equipe Rio Cycling Team, representada pelo dirigente Tiago Waiandt, e meu advogado Dr. Thomaz Paiva”, finaliza Kacio. 

     *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Vasco entra na fila para gestão do Maracanã

    Japão nega vacina para atletas olímpicos