Fonte: OpenWeather

    Olimpíadas


    Atletas olímpicos e paralímpicos do Brasil começam a ser vacinados

    A vacinação ocorre também em Brasília, Fortaleza, Porto Alegre e Belo Horizonte

     

    Até que as vacinas doadas pelo COI cheguem ao Brasil, os atletas são imunizados com as doses do Plano Nacional de Imunização (PNI)
    Até que as vacinas doadas pelo COI cheguem ao Brasil, os atletas são imunizados com as doses do Plano Nacional de Imunização (PNI) | Foto: Miriam Jeske- COB

    O Brasil informou nesta semana que começaria a vacinar os atletas que participam deste edição dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio. O momento de imunização é importante pois, o Japão enfrenta estado de emergência por conta da pandemia da Covid-19. 

    Teve início nesta sexta-feira (14) a vacinação dos atletas brasileiros. O primeiro a receber a vacina foi o tetracampeão paralîmpico Antônio Tenório, de 50 anos, em São Paulo e, Ana Marcela Cunha, campeã mundial de maratona aquática, foi a primeira a ser imunizada no Rio de Janeiro, pelo próprio ministro da Saúde Marcelo Queiroga.

    A vacinação ocorre também em Brasília, Fortaleza, Porto Alegre e Belo Horizonte. Ao todo 1814 pessoasserão imunizadas, com doses doadas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI): 4050 da farmacêutica norte-americana Pfizer e outras oito mil da chinesa Sinovac, fabricante da CoronaVac.

    Até que as vacinas doadas pelo COI cheguem ao Brasil, os atletas são imunizados com as doses do Plano Nacional de Imunização (PNI). A entidade também assegurou doses suficientes para mais dois brasileiros não-atletas a cada membro da delegação brasileira vacinado. 

    Após receber a primeira dose, aplicada pelo ministro Queiroga, a multicampeã Ana Marcela Cunha apoiou a iniciativa. 

      "Serão mais de 1800 {pessoas] da delegação brasileira vacinados. E além de tudo isso, a cada uma dose que nós estamos sendo vacinados, duas doses são doadas através do SUS. Então, de certa forma, o esporte está contribuindo muito para o Brasil, para saúde do Brasil"  

    Também se vacinaram hoje (14) no Rio, o arqueiro Marcus Almeida, a nadadora Larissa de Oliveira - que ainda busca classificação a Tóquio -, os paralímpicos Caio Ribeiro (paracanoagem)  e Michel Pessanha (remador), e Rosangela Santos, medalhista de bronze (2008) no atletismo, nos Jogos de Pequim (China).

    Além do ministro Queiroga, da Saúde, também estiveram presente no evento o Secretário do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães; o Diretor do Departamento de Desporto Militar do Ministério da Defesa, Major-Brigadeiro Isaias Carvalho; o Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento, Bruno Souza; e o Presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) Paulo Wanderley Teixeira.

    Leia mais:

    Japão enfrenta momento delicado antes de Jogos Olímpicos

    Médico da CBF é investigado por furar fila da vacina da Covid-19