Fonte: OpenWeather

    Copa América 2021


    Conmebol promete Copa segura e agradece Bolsonaro por “eficiência”

    O presidente da Conmebol assegurou que as partidas no Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Rio de Janeiro vão ocorrer “com toda a segurança possível"

     

    O paraguaio já havia dito que o Brasil tinha oferecido garantias para a disputa da competição
    O paraguaio já havia dito que o Brasil tinha oferecido garantias para a disputa da competição | Foto: Carl de Souza/AFP


    A grande discussão que movimenta o mundo do esporte nesta semana está relacionada a liberação da realização da Copa América no Brasil. O presidente Jair Bolsonaro sinalizou que os jogos serão realizados no país, considerando que outros campeonatos locais seguem acontecendo. 

    A Conmebol ratificou na noite desta terça-feira (1º/6) que Brasília, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro serão as cidades que vão receber as partidas da Copa América no Brasil.

      Horas depois, o presidente da entidade que comanda o futebol na América do Sul, Alejandro Domínguez, agradeceu o presidente Jair Bolsonaro pela “eficiência na tomada de decisões”. Ele garantiu também que o torneio será disputado sob um rígido protocolo sanitário.  

    A transferência do evento para o país foi anunciada após Colômbia e Argentina desistirem de receber o torneio por conta de protestos populares e o agravamento da pandemia, respectivamente. 

    "

    Em nome do futebol sul-americano, quero agradecer ao presidente Jair Bolsonaro pela eficiência na tomada de decisões e ao ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, pela parte operacional em relação à competição”, disse Domínguez em vídeo divulgado pela Conmebol nas redes sociais. “Por fim, uma saudação aos governos locais de cada um dos Estados por acolherem a Copa América 2021 "

    Alejandro Domínguez, Presidente da Confederação Sul Americana de Futebol

     

    O paraguaio já havia dito que o Brasil tinha oferecido garantias para a disputa da competição e havia elogiado o governo brasileiro e disse que o Brasil “vive um momento de estabilidade.”

    O presidente da Conmebol assegurou que as partidas no Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Rio de Janeiro vão ocorrer “com toda a segurança possível, sem a presença do público, com protocolos sanitários rígidos e alinhados com as autoridades de saúde”. Falta, agora, a definição da tabela ajustada com datas, horários e os estádios que vão abrigar os duelos.

    Seleção em campo

    A estreia da seleção brasileira está prevista para o dia 14 de junho, contra a Venezuela. O time de Tite integra o Grupo B, que também tem Peru, Equador e Colômbia. O Grupo A conta com Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai. A Conmebol não deve mudar o formato e as datas das partidas.

    O Brasil foi escolhido com o argumento de possuir estádios em boas condições de uso, apesar de alguns estarem ociosos após a Copa do Mundo de 2014.

    A Argentina abriu mão do torneio depois de a Conmebol não aceitar as exigências feitas pelas autoridades sanitárias, que inclusive eram muito parecidas com as feitas pelo Brasil. Entre as reivindicações do governo argentino estava a redução do número de integrantes das delegações.

    Leia mais:

    Brasil é anunciado sede da Copa América 2021

    Manaus não será sede da Copa América no Brasil