Fonte: OpenWeather

    Copa América 2021


    Copa América contabiliza 140 casos de Covid-19, diz Conmebol

    De acordo com o boletim, todos os envolvidos na Copa América passam por testes de PCR regularmente

     

    O número de infectados corresponde à 0,9% do total
    O número de infectados corresponde à 0,9% do total | Foto: Igo Estrela/Metrópoles

    A Conmebol, responsável pela realização da Copa América no Brasil, divulgou nesta segunda (21), um balanço sobre a situação sanitária até este momento da competição.

    Chega a 140 o número de infectados por covid-19 durante a realização da competição. A maioria é de operários, membros de delegações e funcionários terceirizados, segundo destaque do próprio informativo. Desde o início do torneio foram realizados 15.235 testes. O número de infectados corresponde à 0,9% do total.

      Ainda segundo a Conmebol, a incidência de casos está diminuindo em comparação ao último balanço divulgado pela entidade em parceria com o Ministério da Saúde.  

    De acordo com o boletim, todos os envolvidos na Copa América passam por testes de PCR regularmente. A testagem, segundo a Conmebol, atende desde atleta a pessoal operacional da confederação, incluindo árbitros, técnicos, assistentes e funcionários terceirizados.

    Contaminação dobra 

    No último dia 15 de junho, o número de casos chegou a 52. Antes de completar uma semana os testes positivos mais que duplicaram. A Seleção que mais sofreu com os casos de covid-19 foi a Venezuela, primeiro adversário do Brasil na competição. 

      A grande promessa do Ministério da Saúde era da testagem nos atletas a cada 48 horas. Marcelo Queiroga, ministro da saúde, disse no último dia 7, que este seria um dos protocolos de segurança sanitária para Copa América.  

    A organização do torneio vai se locomover entre as quatro cidades-sede (Brasília, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro) por meio de voos fretados. Os membros das equipes ficarão em quartos individuais em andar isolado de hotéis e terão restrição a circulação fora dos estabelecimentos.

    Um pé atrás

    Segundo informações do jornal espanhol As, os jogadores da Seleção Brasileira já teriam decidido não participar do torneio. Além disso, os atletas estariam em contato com líderes de outras seleções sul-americanas para organizar um movimento de debandada da competição.

    O movimento contra a Copa América teria começado assim que os jogadores brasileiros atuantes na Europa souberam que a competição seria realizada no Brasil.

    Leia mais:

    Coronel Nunes volta ao comando da CBF

    STF pede sessão de emergência para discutir sobre a Copa América