Fonte: OpenWeather

    Edital


    “Amazonas Olímpico” recebe inscrições de 10 Federações Desportivas

    O investimento soma ao todo R$1,5 milhão para o esporte local

     

    Os projetos devem ser voltados para a prática de atividades e finalidade de relevância pública e social
    Os projetos devem ser voltados para a prática de atividades e finalidade de relevância pública e social | Foto: Divulgação FAAR

    Manaus - Projetos esportivos realizados no Amazonas permitem o acesso às modalidades esportivas de pessoas, promovem saúde e uma nova vida por meio do esporte. 

    A Comissão de Seleção e Emissão de Pareceres, da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (FAAR) recebeu as inscrições de  dez Federações Desportivas para o Edital de Fomento Amazonas Olímpico.

    A partir desta quinta-feira (1), começam as análises do plano de trabalho de cada proposta e segue até a próxima quinta-feira (8). A divulgação está agendada, por meio de edital, para o dia 9 de julho.

    As inscrições para o estímulo destinado às Entidades Estaduais de Administração do Desporto (EADs) foram encerradas na última quarta-feira (30). 

    "

    Acolhemos com muito carinho os projetos apresentados à FAAR. A partir de agora nossa comissão vai analisar um por um para avaliação técnica. Acreditamos que esse estímulo trará vida nova ao esporte de base, assim como irá motivar as federações que passaram muito tempo paradas, devido à pandemia do novo coronavírus "

    Jorge Oliveira, diretor-presidente da FAAR

     

    O diretor-presidente da Fundação, Jorge Oliveira ressalta que o projeto visa beneficiar o esporte amazonense e promover oportunidades que não foram dadas antes por conta da pandemia do novo coronavírus. 

    O investimento soma ao todo R$1,5 milhão e vai beneficiar os projetos aprovados pela Comissão em todas as etapas, seguindo o cronograma, onde a próxima fase é conferir se todas as federações inscreveram seus projetos corretamente, conforme pede o Edital.

    Um dos requisitos solicitados no Edital, foi que as entidades apresentassem projetos voltados para a prática de atividades e finalidade de relevância pública e social, além de declararem atender no mínimo 30 atletas ou 10 paratletas e incluir a prestação de contas, mostrando não estarem com irregularidades fiscais, o que tudo será avaliado pela Comissão.

     *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Estádio de futebol será construído em Boa Vista do Ramos no AM 

    Vendas de "papagaios" disparam na pandemia e prática aumenta em Manaus