Fonte: OpenWeather

    Natação


    Ultramaratonista Vitor Gadelha fará travessia do Rio Negro ida e volta

    Vitor Gadelha busca novo recorde para a carreira esportiva

     

    Para fazer a prova, Vitor treina forte
    Para fazer a prova, Vitor treina forte | Foto: Leanderson Lima

    Manaus - Acontece entre os dias 15 e 17 de outubro deste ano o desafio “Travessia Rio Negro 2x” e o ultramaratonista Vitor Gadelha, de 24 anos, se prepara para realizar a prova de habilidade e resistência nas águas

    A primeira travessia oficial do rio Negro foi realizada no ano de 1970. Batizada em homenagem ao patrono da Marinha do Brasil, a Travessia Almirante Tamandaré se tornou o principal evento de águas abertas do Norte do Brasil por décadas.

      Apesar do sucesso, em alguns anos, ela deixou de ser realizada, ou, quando muito, foi feita apenas em formato de circuito.  

    O evento voltou a ser organizado como travessia, a partir do ano de 2013, com a chegada do Rio Negro Challenge.

    "

    A travessia sempre foi uma prova que eu tive vontade de fazer. Quando eu comecei a nadar, ela já era (disputada) em um circuito, já não era travessia em si, e eu sempre fiquei com essa curiosidade de nadar. Quando o Rio Negro Challenge organizou pela primeira vez a travessia, eu me inscrevi, nadei a prova e como eu comecei a fazer ultramaratonas, eu pensei: já que já fiz uma vez, por que não, fazer ida e volta? "

    Vitor Gadelha, atleta

     

    De fato, em 50 anos de existência da prova, ninguém jamais ousou fazer a travessia em ida e volta. “A ficha ainda não caiu do que está sendo feito. Fico muito feliz de estar metendo a cara. Estar tentando, me esforçando para este desafio. Tenho um sentimento de orgulho por isso”, revela.


     

    Vitor detém o recorde de amazonense que nadou a maior distância da história
    Vitor detém o recorde de amazonense que nadou a maior distância da história | Foto: Leanderson Lima


    Para fazer a prova, Vitor treina forte. São seis quilômetros de treino todos os dias na piscina da Aquática Amazonas, na zona Centro-Sul, além dos treinos de fortalecimento muscular, e toda a parte de nutrição e fisioterapia. 

    “Além da parte de preparação física, tenho um acompanhamento psicológico, então a gente está fazendo tudo da melhor maneira possível, para realizar este desafio bem”, finaliza.

    Histórico

    Vitor detém o recorde de amazonense que nadou a maior distância da história. O feito foi alcançado quando ele completou os 48 quilômetros do Big Island Swimming Association (Bisa), em 17h01 – recorde absoluto da prova, em 2021.

    Além do Bisa, Gadelha já nadou provas como a 14 Bis (SP); Do Leme ao Pontal (RJ); Travessia da ilha do Mel (PR); além da Travessia de Capri a Napoli, na Itália.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Em Manaus, pais são responsáveis por inserção de crianças no esporte

    Promessa da natação no AM, "Gabi Ouro" treina para campeonatos no país