Fonte: OpenWeather

    Olimpíadas


    Cargnin leva bronze no judô e soma medalhas para o Brasil

    Visivelmente emocionado, o lutador agradeceu sua mãe, Ana Rita, e falou dos momentos de dificuldades que passou, antes de ser vitorioso.

     

    Daniel Cargnin Tem levado conquistas ao Brasil nas Olimpíadas de Tóquio.
    Daniel Cargnin Tem levado conquistas ao Brasil nas Olimpíadas de Tóquio. | Foto: Divulgação

    Tóquio - Daniel Cargnin Tem levado conquistas ao Brasil nas Olimpíadas de Tóquio.  Na terra do judô, o brasileiro venceu Baruch Shmailov, de Israel, com um wazari no tempo regular, e ficou com a medalha de bronze em luta disputada no início da manhã deste domingo, na categoria meio-leve (até 66kg).

    Visivelmente emocionado, o lutador agradeceu sua mãe, Ana Rita, e falou dos momentos de dificuldades que passou, antes de ser vitorioso. 

    "

    A gente sonha com isso junto. Vou ser bem sincero: o que eu queria agora era ligar para a minha mãe, falar para ela que valeu a pena. Uma vez eu estava voltando do treino, era muito pequeno, voltei chorando do treino porque tinha apanhado muito. Ela me disse: 'Vamos comer alguma coisa que amanhã é um novo dia'. Desde a pandemia, no início das competições, eu me machuquei três vezes, não fui para o Mundial porque peguei covid-19... Cheguei a pensar: por que não está dando certo? Me esforcei bastante nesse tempo, fiquei na casa da minha mãe, ela me deu esse suporte. Sinceramente, ainda não bateu a ficha "

    , declarou a uma emissora de TV.

    Estreante em Jogos Olímpicos, o gaúcho de 23 anos se mostrou confiante desde a primeira vez que pisou no histórico tatame da arena Nippon Budokan.

    Na primeira rodada, Cargnin superou o egípcio Mohamed Abdelmawgoud no golden score, quando o brasileiro conseguiu um ippon logo nos primeiros segundos. No tempo regular, a luta foi equilibrada, e cada judoca terminou com uma punição. A primeira para o egípcio, e a segunda logo depois para Cargnin.

    Na disputa pelo bronze, o atleta obteve o wazari e depois segurou o resultado com inteligência. Com a vitória decretada, o brasileiro não segurou a emoção e chorou bastante abraçado com sua treinadora Yuko Fujii. 

    *Com informações da UOL

    Leia mais: 

    Modalidade do skate traz a primeira medalha brasileira em Tóquio

    Brasil vai às finais na ginástica em Tóquio com Zanetti, Caio e Diogo

    Confira a programação das Olimpíadas de Tóquio para o fim de semana