Fonte: OpenWeather

    Luto no esporte


    Lutador de MMA de 30 anos rompe bíceps e morre nos EUA

    O atleta fez uma cirurgia para reparar um rompimento no bíceps esquerdo, mas morreu após complicações

     

    A informação da morte do lutador foi divulgada pela família e por amigos
    A informação da morte do lutador foi divulgada pela família e por amigos | Foto: Reprodução

    As Artes Marciais Mistas (MMA) está com a comunidade em luto. Faleceu nesta terça-feira (31) o lutador Kyle Reyes, de 30 anos.

    Natural de Guam, o atleta fez uma cirurgia para reparar um rompimento no bíceps esquerdo e teve uma infecção devido ao ferimento.

    A informação da morte do lutador foi divulgada pela família e por amigos mais próximos através das redes sociais.

      Segundo o site GoFundMe, Reyes passou por um procedimento cirúrgico devido a uma lesão no bíceps do braço esquerdo.  

    A cirurgia teve uma complicação, e o estado de saúde do atleta piorou, causando uma infecção que se espalhou para outros órgãos, gerando colapso de um dos pulmões.

    Nas redes sociais, amigos, fãs e familiares prestaram as últimas homenagens ao lutador. Reyes treinava na academia Xtreme Couture e lutava em eventos menores da modalidade, com um cartel de 22 lutas e 15 vitórias.

    Susto com McGregor

    Conor McGregor, ao final do primeiro assalto, acusou uma contusão no tornozelo esquerdo e não pôde mais competir. Curiosamente, o duelo estava movimentado e o público aplaudia de pé. Depois de tomar conta do octógono nos primeiros momentos, o irlandês sofreu com a precisão de Poirier, que o derrubou e, uma vez no chão, dominou por completo o combate.  

    A lesão ocorreu nos segundos finais do confronto, quando, ao aplicar um direto, Conor torceu o tornozelo de forma impactante.

    A seguir, já no chão e sem poder se levantar, o ex-campeão de duas categorias do UFC recebeu golpes até o final do assalto. No entanto, ele não tinha mais condições de continuar no confronto.

    Leia mais:

    Lutadora provoca rival com vibrador em encarada 

    McGregor recebe alta após grave lesão