Fonte: OpenWeather

    Despedida


    Kimi Raikkonen anuncia aposentadoria da F1

    Kimi é o atual detentor do recorde de maior número de largadas na F1

     

    O finlandês já havia se “despedido” da F1 antes. Em 2009, ele foi se aventurar nos ralis, mas retornou três anos depois
    O finlandês já havia se “despedido” da F1 antes. Em 2009, ele foi se aventurar nos ralis, mas retornou três anos depois | Foto: Darren Heath/Getty Images

    Kimi Raikkönen, que venceu a categoria em 2007, anunciou em suas redes sociais que a temporada 2021 será a sua última.

    O finlandês competiu na Fórmula 1 por 19 anos e, atualmente, corre pela Alfa Romeo.

    "

    É isso. Esta é a minha última temporada na Fórmula 1. Tomei essa decisão durante o último inverno”, escreveu o piloto de 41 anos. “Não foi uma decisão fácil, mas após essa temporada, é tempo para coisas novas. Mesmo que o campeonato ainda esteja em andamento, quero agradecer minha família, todas as minhas equipes, todos os envolvidos em minha carreira e, especialmente, a todos os fãs que estiveram torcendo por mim por todo esse tempo "

    Kimi Raikkönen, piloto

     

     “A Fórmula 1 chegou ao fim para mim, mas ainda há muito mais na vida que quero experimentar e aproveitar. Vejo vocês por aí após tudo isso. Sinceramente, Kimi”, finalizou.

    Raikkönen estreou na Fórmula 1, correndo pela Sauber. No ano seguinte, assinou com a McLaren. Ele chegou ao seu auge em 2007, pela Ferrari, quando conseguiu o único título da carreira, obtendo nove vitórias.

    O finlandês já havia se “despedido” da F1 antes. Em 2009, ele foi se aventurar nos ralis, mas retornou três anos depois, quando assinou com a Lotus. Depois, teve um breve retorno para a Ferrari, antes de assinar com a Sauber novamente (atualmente Alfa Romeo).

    Kimi é o atual detentor do recorde de maior número de largadas na F1, com 342 GPs disputados. Ele ainda soma 21 vitórias, 18 pole-positions, 103 pódios e 46 voltas mais rápidas.

    Leia mais:

    GP do Japão é cancelado pela segunda vez 

    Equipe da F1 confirma Alonso para temporada 2022