Fonte: OpenWeather

    Brasil em Tóquio


    Brasil conquista penta no futebol de 5 e Rufino é ouro na canoagem

    A próxima meta, agora, é alcançar a melhor campanha da história verde e amarela nos Jogos

     

    Faltando pouco para o fim das Paralimpíadas de Tóquio, o Brasil sobe pela 22ª vez no lugar mais alto do pódio
    Faltando pouco para o fim das Paralimpíadas de Tóquio, o Brasil sobe pela 22ª vez no lugar mais alto do pódio | Foto: Carmen Mandato/Getty Images

    O Brasil venceu a Argentina e levou o ouro no futebol de 5 e o brasileiro Fernando Rufino conquistou a primeira medalha de ouro da história da canoagem brasileira em uma edição de Paralimpíada.

    O jogo da seleção, que é pentacampeã, foi transmitido aos brasileiros na madrugada deste sábado (4). Nonato fez o gol da vitória.

    Faltando pouco para o fim das Paralimpíadas de Tóquio, o Brasil sobe pela 22ª vez no lugar mais alto do pódio superando o recorde de ouros em um só megaevento. Em Londres, foram 21 honrarias desse tipo.

    Canoagem 

    Rufino, o atleta que é conhecido como cowboy, venceu, na noite desta sexta-feira (3), a prova dos 200 metros (m) classe VL2 com o tempo de 53s077.

     

    Rufino venceu na canoagem classe va'a
    Rufino venceu na canoagem classe va'a | Foto: Miriam Jeske- CPB

    O brasileiro fez uma prova forte, assumindo a ponta desde o início. A cada remada ele se distanciava mais dos adversários, e cruzou a chegada quase dois segundos à frente do segundo colocado.

    Rufino venceu na canoagem classe va'a, quando é utilizada a canoa havaiana, que tem como particularidade um flutuador lateral, com braços ligando a canoa ao flutuador.

    A prova também contou com a participação de Luís Carlos Cardoso (que foi prata na prova dos 200 m classe KL1), que terminou em sétimo lugar, com o tempo de 56s390.

    A próxima meta, agora, é alcançar a melhor campanha da história verde e amarela nos Jogos. Até domingo (5), data da cerimônia de encerramento, os brasileiros precisam ganhar mais 11 medalhas. Na Rio-2016, foram 72 pódios, contra 61, até o momento, no Japão.

    Leia mais:

    Vôlei brasileiro leva bronze em Tóquio 

    João Victor e Silvana Fernandes conquistam prata em Tóquio