Fonte: OpenWeather

    Anvisa


    Argentina deixa Arena Corinthians e jogo com Brasil está suspenso

    Após mais de 40 minutos de paralisação, os jogadores da Argentina se trancaram no vestiário e, com a chegada da Polícia Federal à arena, deixaram o estádio

     

    Ainda não se sabe se a partida será remarcada ou se o Brasil ficará com os pontos devido à quebra de regra por parte dos argentinos
    Ainda não se sabe se a partida será remarcada ou se o Brasil ficará com os pontos devido à quebra de regra por parte dos argentinos | Foto: Alexandre Schneider/Getty Images

    Devido à violação de protocolos sanitários por parte de quatro jogadores da Argentina, o jogo entre Brasil e os hermanos, na Arena Corinthians, foi interrompido ainda nos primeiros minutos do 1º tempo e os comandados de Leonel Scaloni não retornarão a campo.

    Após mais de 40 minutos de paralisação, os jogadores da Argentina se trancaram no vestiário e, com a chegada da Polícia Federal à arena, deixaram o estádio.

    Ainda não se sabe se a partida será remarcada ou se o Brasil ficará com os pontos devido à quebra de regra por parte dos argentinos.

    Os jogadores da Seleção Brasileira permaneceram no gramado fazendo trabalhos leves com bola.

    Em comunicado nas redes sociais, a Conmebol se manifestou:

    "

    Por decisão do árbitro da partida, o encontro organizado pela FIFA entre Brasil x Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo ficará suspenso. O árbitro e comissário da partida apresentarão um relatório à Comissão Disciplinária da Fifa, que determinará quais serão os próximos passos. Esses procedimentos são de responsabilidade exclusiva dos regulamentos vigentes "

    Conmebol,

     

     “As Eliminatórias da Copa do Mundo são uma competição da Fifa. Todas as decisões sobre sua organização e desenvolvimento são de responsabilidade exclusiva da instituição”, concluiu.

    Entenda o caso

    O goleiro Emiliano Martinez, os meia Emiliano Buendia e Giovani Lo Celso e o zagueiro Cristian Romero estariam violando as regras sanitárias do país por não terem cumprido a quarentena obrigatória após não comunicarem às autoridades que estiveram no Reino Unido nos últimos 14 dias.

    Com isso, agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que recomendou a deportação do quarteto, tentaram entrar em campo. O clima de confusão impediu a continuidade do jogo, que foi paralisado pelo árbitro.

    "

    Comungo completamente dessa sensação completamente complicada. Esses jogadores são 4 jogadores ao chegarem em território nacional apresentam documento e esse documento estava consignado que eles não passaram por 4 países "

    Antônio Barra Torres, Diretor-presidente da Anvisa

     

    Torres ainda explicou que, após contatada a presença dos jogadores argentinos no Reino Unido, país que se encontra em zona restrita, junto de África do Sul e Índia, a Anvisa recomendou a quarentena e deportação dos jogadores.

    A Polícia Federal chegou a comparecer à concentração argentina, mas não obteve sucesso em buscar os atletas. A Associação de Futebol Argentino, inclusive, teria trancado o vestiário para impedir a entrada de agentes da Anvisa e da Polícia Federal.

    A portaria nº 655, de 23 de junho de 2021, estabelece regras para a entrada de estrangeiros no Brasil durante a pandemia de Covid-19, e diz o seguinte:

    § 7º O viajante que se enquadre no disposto no art. 3º, com origem ou histórico de passagem pelo Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, pela República da África do Sul e pela República da Índia nos últimos quatorze dias, ao ingressar no território brasileiro, deverá permanecer em quarentena por quatorze dias.

    *Metrópoles

    Leia mais:

    Pia convoca Seleção feminina 

    Tite aposta em Seleção ofensiva contra o Chile