Fonte: OpenWeather

    Competição


    Campeonato Amazonense de Fisiculturismo reúne mais de 50 atletas

    Evento marcou o retorno das atividades da modalidade que, há mais de 18 meses, não promovia competições por conta da pandemia

     

    O evento foi realizado pela Federação Amazonense de Fisiculturismo, Musculação e Fitness (FAFMF)
    O evento foi realizado pela Federação Amazonense de Fisiculturismo, Musculação e Fitness (FAFMF) | Foto: Divulgação

    Manaus - O teatro Manauara recebeu na noite do último domingo (26) o Campeonato amazonense 2021, onde mais de 50 atletas participaram da disputa de 26 categorias da competição. O evento foi realizado pela Federação Amazonense de Fisiculturismo, Musculação e Fitness (FAFMF) e marcou o retorno das atividades da modalidade que, há mais de 18 meses, não promovia competições por conta da pandemia.

    Entre os atletas estava o bacharel em Educação Física Thiago Menezes, 35, que conquistou os títulos da categoria Classic Physique, Fisiculturismo Clássico e Campeão Overall. Thiago ressaltou que essas conquistas são frutos de muito foco durante a pandemia. “Durante toda essa pandemia eu consegui manter a dieta, a serenidade, o psicológico forte e muito foco. 0

    Por isso foi possível colher essas vitórias aqui no estadual, mas também no brasileiro, que disputei em agosto e me sagrei campeão na categoria Classic Physique e Bodybiulding Clássico Sênior. Neste estadual, meu sentimento é de dever cumprido, pois me preparei e apresentei o meu melhor”, comentou.

     Ascensão no Esporte

    Outro nome do fisiculturismo amazonense que esteve na disputa do campeonato, foi a atleta Tailândia Silva, 29, da categoria Wellness sênior até 1,58. A atleta estreou na modalidade em 2019, no estadual, e ficou em quarto lugar, mas na Copa Manaus sagrou-se vice-campeã da categoria. Com as academias fechadas e os campeonatos paralisados, ela usou o tempo de confinamento para se exercitar em casa, mantendo a qualidade de vida e tentando equilibrar os gastos energéticos. Neste campeonato, além de campeã da categoria, ela arrematou o Overall (melhor da noite) e disse que a conquista era um sonho.

     

    Outro nome do fisiculturismo amazonense que esteve na disputa do campeonato, foi a atleta Tailândia Silva, 29, da categoria Wellness sênior até 1,58
    Outro nome do fisiculturismo amazonense que esteve na disputa do campeonato, foi a atleta Tailândia Silva, 29, da categoria Wellness sênior até 1,58 | Foto: Divulgação

    “A conquista do Campeonato Amazonense foi a realização de um sonho para mim. Juntamente com a minha equipe multidisciplinar, trabalhamos em prol de um único objetivo que foi apresentar um físico harmônico e estético, como é a exigência da categoria. Fiquei muito feliz que, em meio a tantas atletas lindas, eu fui escolhida a melhor da noite. Amo meu esporte”, declarou, Tailândia.

    O presidente da federação, José Carlos Vieira, lembrou os percalços que, tanto a entidade quanto os atletas, tiveram que ultrapassar para a realização do campeonato, mas mesmo diante das dificuldades, a competição foi um sucesso. “O evento foi um sucesso total. Cumprimos o nosso dever com seriedade e competência, e agradeço a nossa equipe pela dedicação, pois promovemos o melhor para os atletas. Mesmo os vários problemas que a pandemia trouxe para as competições esportivas e aos atletas, finalizamos esse campeonato com o sentimento de dever cumprido. Parabéns a todos que participaram, aos fisiculturistas campeões amazonenses e vamos adiante”, finalizou.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais: 

    Manauara contrata lateral direito Railan

    AM investe no esporte com espaços para prática e equipamentos

    “Quase R$ 12 milhões”: Whindersson revela prêmio de luta contra Popó